Saretta e Mello vencem na estréia em Campos do Jordão

Tenistas brasileiros ganham seus jogos com facilidade e estão nas oitavas-de-final do torneio challenger

07 de agosto de 2007 | 15h35

Dois dos melhores tenistas brasileiros começaram bem a disputa do Challenger de Campos do Jordão, no interior de São Paulo. Nesta terça-feira, Flávio Saretta e Ricardo Mello venceram seus jogos de estréia e se classificaram às oitavas-de-final do torneio, que tem premiação de 25 mil dólares e pontos para o ranking de Entradas da ATP. No primeiro jogo do dia, Saretta não teve muito trabalho para derrotar o equatoriano Carlos Avellan por 2 sets a 0 - com parciais de 6/2 e 6/4. Sua maior dificuldade foi o cansaço, já que não jogava desde a conquista da medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos do Rio, há cerca de dez dias. Na próxima rodada, o adversário será o argentino Juan Pablo Villar. "Tive um desgaste muito grande no Pan. Mais a cabeça do que o físico. Não foi nada fácil suportar toda a pressão para ganhar o ouro", avaliou o tenista. "Acho que foi bom para ganhar ritmo e confiança", disse Saretta. Na seqüência, Ricardo Mello começou a defesa de seu título em Campos do Jordão com fácil vitória sobre o norte-americano Eric Nuñez por 2 sets a 0 - com parciais de 7/6 e 6/0. Número 3 do Brasil e 180 do mundo, o tenista paulista está embalado pela campanha realizada na semana passada em Indianápolis, nos Estados Unidos - venceu o francês Gael Monfils na primeira rodada e perdeu, na fase seguinte, para o norte-americano James Blake. Turquia Disposto a figurar novamente entre os 100 melhores do mundo ao final desta temporada, o gaúcho Marcos Daniel preferiu disputar torneios challenger no exterior e começou bem seu desafio. Em Istambul, na Turquia, o atual número 212 da ATP venceu o belga Kristof Vliegen (71.º) por 2 sets a 1 - com parciais de 0/6, 6/4 e 6/4. Nas oitavas, Daniel terá pela frente o australiano Alun Jones, que ocupa a 129.ª colocação no ranking mundial. (Com Chiquinho Leite Moreira) Atualizado às 17h16, para acréscimo de informações

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.