Saretta e Sá vencem em Wimbledon

Flavio Saretta conseguiu nesta terça-feira talvez o melhor resultado de sua carreira de tenista profissional, jogando no All England Club, de Londres. O jogador paulista de 21 anos, 71º do ranking mundial, derrotou o sueco Thomas Johansson, 12º do mundo, sexto na Corrida dos Campeões - classificação que conta apenas os resultados da temporada - e vencedor do Aberto da Austrália em janeiro deste ano. Está na segunda rodada de Wimbledon. Sua foto ficou um bom tempo na página do torneio, na internet. O mineiro André Sá, 90º do mundo, também passou derrotando o francês Anthony Dupuis, 92º. Saretta precisou de uma batalha de 4h21 para derrotar Johansson com 6/7 (2-7), 6/4, 7/6 (7-4), 3/6 e 12/10 no segundo torneio em piso de grama que disputa como profissional. Na semana passada ele perdeu na estréia para o francês Nicolas Escude, 33º do mundo, mas vendeu caro sua derrota em dois desempates, por 6/7 (5-7) e 6/7 (1-7). Nesta terça, Saretta surpreendeu Johansson, que tentou de tudo na quadra 18 de Wimbledon - na Costa do Sauípe, na Bahia, em setembro passado, ele já havia surpreendido Guga em quadra rápida, na primeira rodada. O sueco em Wimbledon às vezes o lançava às pontas da quadra e depois encurtava os golpes, com bolas curtinhas na rede. Mas não teve jeito. O brasileiro admitiu depois que saiu cansado. "Mas vou fazer uma massagem nesta terça e quarta-feira. Não vai ter problema." Seu próximo adversário será o alemão Alexander Waske, 158º do ranking, que eliminou o veteranoitaliano Andrea Gaudenzi em um jogo apertado por 7/6 (7-4), 7/6 (7-3), 6/7 (2-7) e 6/1. Os dois nunca se enfrentaram. Waske, de 27 anos, disputou o qualifying em Wimbledon. Este ano, jogou vários torneios de nível challenger e teve bons resultados: chegou às quartas-de-final em Lubeck, na Alemanha (quadra de carpete); em Ho Chi Minh, no Vietnã (rápida); em Osaka, Japão (rápida); chegou às semifinais em Praga, na República Checa (saibro); e foi campeão em Leon, no México (rápida). Saretta dizia brincando depois do jogo que só esperava que seu jogo não fosse marcado para o mesmo horário da partida da seleção brasileira contra a Turquia. "Assim não entro na quadra, seria impossível." Mas ele pode descansar. Só deve voltar a jogar na quinta-feira. O outro brasileiro, André Sá, marcou 6/3, 4/6, 6/4, 5/7 e 6/3 contra o francês Dupuis. Seu próximo adversário será o austríaco Stefan Koubek, 41º do mundo. São será um jogo fácil. Sá o venceu em Ho Chi Minh, em 1998. Koubek o derrotou em 2000, em Delray Beach, na Flórida. O problema é que, se vencerem seus jogos, apenas um brasileiro chegará depois às oitavas-de-final. Os dois se enfrentariam na terceira rodada. Outros jogos de terça: Juan Carlos Ferrero (ESP) 6/7 (5-7), 6/3, 6/3 e 6/3 Neville Godwin (AFS); Nicolas Escude (FRA) 4/6, 6/4, 6/4 e 6/4 AlexBogdanovic (ING); Mario Ancic (CRO) 6/3, 7/6 (7-2) e 6/3 Roger Federer (SUI); Tim Henman (ING) 6/1, 6/3 e 6/2 Jean-François Bachelot (FRA); LleytonHewitt (AUS) 6/4, 7/5 e 6/1 Jonas Bjorkman (SUE); Michael Chang (EUA) 6/3, 7/6 (7-4) e 6/4 Lars Burgsmuller (ALE); Monica Seles (EUA) 6/0 e 6/0 Eva Bes (ESP); Magdalena Maleeva (BUL) 6/1 e 6/0 Rachel Viollet (ING); Conchita Martinez (ESP) 6/1 e 6/0 Celine Beigbeder (FRA); Iva Majoli (CRO) 6/3 e 6/4 Tina Pisnik (ELO); Lisa Raymond (EUA) 6/4 e 6/2 Katarina Srebotnik (ELO); Venus Williams (EUA) 6/1 e 6/1 Jane O´Donoghue (ING); Kim Clijsters (BEL 6/2 e 7/6 (7-5) Samantha Reeves (EUA); Justine Henin (BEL) 6/2, 6/7 (4-7) e 6/1 Brie Rippner (EUA). Alguns jogos desta quarta-feira: Olivier Rochus (BEL) e Marat Safin (RUS); Marta Marrero (ESP) e Jennifer Capriati (EUA); Paradorn Srichaphan (TAI) e Andre Agassi (EUA); Thomas Enqvist (SUE) e Mark Philippoussis (AUS); Francesca Schiavone (ITA) e Serena Williams (EUA); Greg Rusedski (ING) eHyung-Taik Lee (COR); Andre Sá (BRA) e Jim Thomas (EUA) contra Mark Knowles (BAH) e Daniel Nestor (CAN).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.