Saretta vence e agora enfrentará Guga no Brasil Open

O tenista Flávio Saretta venceu o italiano Alessio di Mauro por 6/1 e 6/2 e enfrentará o também brasileiro Gustavo Kuerten na segunda rodada do Brasil Open de tênis, válido pelo circuito da ATP e disputado na Costa do Sauípe. A partida aconteceria na terça, mas acabou adiada por causa das chuvas. O próximo adversário de Saretta será ninguém menos que Guga, que na terça passou pelo também italiano Filippo Volandri por 6/3 e 6/1. "É um momento muito especial para mim e para ele (Guga), estamos tentando voltar a vencer no circuito. Agora é ver quem estará mais focado. Pelo menos garantimos um brasileiro nas quartas", afirmou Saretta após a partida.Saretta venceu a primeiraO primeiro jogo entre Guga e Saretta coincidentemente aconteceu no Brasil Open de 2001. Kuerten era o número 1 do mundo e perdeu na estréia para Saretta. Só que ele vinha de um jogo fatídico no US Open - havia perdido para o russo Yvgeny Kafelnikov. Saretta, ao vencer Guga em 2001, viveu momentos de euforia e não deu a trajetória que se esperava de sua carreira. Tem talento para estar entre os 50 primeiros do ranking, mas peca pela irregularidade. Diante de Kuerten perdeu no ATP Tour de Buenos Aires de 2003 e, recentemente, no desafio da Copa Petrobrás no Rio, em jogos não oficiais, também cedeu uma vitória a Guga. ?Agora estamos num momento diferente?, avisa Saretta. ?Em 2001, o Guga era o número 1 do mundo, mas vinha de problemas físicos. Acho que o Guga é sempre o favorito, mas hoje em dia já se pode dizer que não sou um zebra.? Outros jogos do diaNa rodada desta quarta-feira, com jogos ainda bastante atrasados por causa das chuvas, o ex-campeão de Roland Garros, Juan Carlos Ferrero estreou com vitória ao vencer o argentino Sergio Roitman por 6/4 e 6/4. Com uma pulseira de Bom Jesus do Bonfim no pulso direito, espera que os Orixás baianos possam ajudá-lo em uma boa campanha. Num duelo entre espanhóis, Nicolas Almagro venceu Fernando Vicente por 6/0 e 6/1. (Com EFE e Chiquinho Leite Moreira)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.