Vincent Thian / AP
Vincent Thian / AP

Sascha Bajin é escolhido o melhor técnico do circuito feminino em 2018

Alemão trabalha com a japonesa Naomi Osaka, que faturou o US Open nesta temporada

Estadão Conteúdo

10 de dezembro de 2018 | 19h27

Técnico da tenista japonesa Naomi Osaka, o alemão Sascha Bajin foi escolhido nesta segunda-feira o melhor treinador do circuito feminino em 2018. Sob a orientação de Bajin, Osaka brilhou neste ano e faturou seu título de maior importância, no US Open, em setembro.

O treinador se tornou o primeiro a levar este prêmio, que fez sua estreia nas honrarias distribuídas pela WTA nesta temporada. A premiação coroou o sucesso logo no primeiro ano da parceria entre técnico e tenista. Osaka conquistou neste ano seu primeiro título de nível WTA, em Indian Wells.

Também em solo norte-americano ela foi campeã do US Open, seu primeiro Grand Slam da carreira. Na final, derrotou a anfitriã Serena Williams. O treinador iniciou a parceria com Osaka no fim do ano passado.

Ele já trabalhou com a bielo-russa Victoria Azarenka e a dinamarquesa Caroline Wozniacki. Mas foi justamente com Serena que ele ganhou fama no circuito ao ser rebatedor da americana por oito anos.

Pelas redes sociais, ele celebrou a conquista e disse "sem palavras" e um pouco envergonhado. "É fácil se tornar um bom técnico quando você tem uma grande aprendiz", declarou, em referência à Osaka.

Outros dois prêmios foram concedidos pela WTA nesta segunda. A checa Petra Kvitova, dona de dois títulos de Wimbledon, foi reconhecida pela sétima vez - sexta consecutiva - por sua esportividade. E a norte-americana Bethanie Mattek-Sands levou prêmio por serviços prestados as suas colegas jogadoras, por atuação no conselho das atletas e por outras iniciativas.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.