Sem dores no joelho, Teliana comemora vitória 'na raça' em Florianópolis

Voltando de lesão, Teliana Pereira teve uma estreia difícil no WTA de Florianópolis. A número 1 do Brasil precisou mostrar poder de reação para derrotar a argentina Maria Irigoyen, de virada, por 2 sets a 1, em uma batalha de 3h04min. "Hoje ganhei na raça mesmo. Fui levando como podia", comemorou a cabeça de chave número quatro da competição.

Estadão Conteúdo

28 de julho de 2015 | 21h37

"Não joguei bem em nenhum momento. Não é fácil você jogar depois de desistir por lesão na semana anterior, com a incerteza de se vai conseguir jogar mesmo ou não. O mais importante é que amanhã estarei apta para jogar ainda melhor", comentou Teliana, que desistiu logo na estreia do Torneio de Bad Gastein, na Áustria, semana passada.

Desde então, ela focou na recuperação física para estar em condições de jogar no saibro de Florianópolis. Mesmo voltando de lesão no joelho direito, ela garantiu que o problema não atrapalhou nesta terça.

"O joelho estava muito bem. Tirando a vitória, que é o mais importante, meu joelho foi super bem, senti uma coisa ou outra em algum momento, mas muito pouco, não chegou a atrapalhar em nada. Estou feliz por estar jogando. A lesão que eu tenho não é fácil, cada dia é uma incerteza", afirmou.

Nas oitavas de final, Teliana vai enfrentar a japonesa Risa Ozaki, que também ficou três horas em quadra nesta terça. "O jogo dela durou tanto quanto o meu. Isso acaba sendo uma vantagem porque ela pode estar mais cansada que eu. Eu me recupero bem, não me preocupa. É difícil eu sair cansada de um jogo", projetou a brasileira.

Mesmo assim, a aposta da torcida local evita fazer previsões sobre a partida. "Eu não quero criar expectativas. Hoje não estava jogando meu melhor tênis, e não gosto de criar expectativas, isso pode fazer mal. Amanhã é desfrutar do momento e aproveitar. Nunca joguei contra ela. Mas já treinei com ela e, pelo que vi, ela tem bons golpes."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.