Sem jogar desde 2006, Mary Pierce nega aposentadoria

Tenista francesa, que já ganhou Roland Garros e o Aberto da Austrália, ainda quer entrar em quadra

Agencia Estado

25 de dezembro de 2008 | 20h18

A tenista francesa Mary Pierce, campeã de Roland Garros e do Aberto da Austrália, afirmou nesta quinta-feira que ainda não chegou a hora de se aposentar, apesar de não jogar desde 2006 devido a uma lesão no joelho."Me importa jogar o torneio de Roland Garros. Se puder permanecer na quadra central por um jogo, isso já seria um triunfo para mim", afirmou Pierce, que foi a última francesa a faturar o Grand Slam disputado no saibro de Paris, em 2000.A tenista, que também faturou o Aberto da Austrália de 1995, rompeu o ligamento do joelho esquerdo em outubro de 2006, no Torneio de Linz, na Áustria, em uma partida contra a russa Vera Zvonareva. Desde então, a francesa, que vai completar 34 anos no mês que vem, não disputou nenhuma partida em uma competição profissional. "Não acredito que tenha chegado o momento adequado para a aposentadoria", declarou.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisMary Pierceaposentadoria

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.