Sem jogar, Federer iguala outro recorde no topo do ranking

Mesmo sem entrar em quadra desde a conquista do Aberto da Austrália, no fim do mês de janeiro, o tenista Roger Federer igualou nesta segunda-feira o recorde do lendário Jimmy Connors como número 1 no ranking mundial durante 160 semanas consecutivas. Sem ser ameaçado por nenhum outro adversário, o suíço ainda irá superar a marca nos próximos sete dias, quando chegará a 161 semanas no topo.Porém, Federer ainda tem um longo caminho pela frente para superar a marca do também norte-americano Pete Sampras, que foi o melhor do mundo durante 286 semanas, entre abril de 1993 e novembro de 2000, embora não tenha sido de maneira consecutiva. Connors liderou o ranking entre julho de 1974 e agosto de 1977, enquanto Federer está em primeiro de forma ininterrupta desde fevereiro de 2004. "Bater ou igualar recordes é algo estupendo, mas nunca foi o meu objetivo", disse o atleta suíço após ganhar o primeiro Grand Slam da temporada.Com 25 anos e 46 títulos na carreira, Federer está no topo da lista da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) com 8.120 pontos, 3.415 à frente do segundo colocado, o espanhol Rafael Nadal. O russo Nikolay Davydenko aparece no terceiro posto (2.825), seguido pelo norte-americano Andy Roddick (2.715) e pelo chileno Fernando González (2.685), vice-campeão do Aberto da Austrália.A grande novidade no top 10 é a entrada do argentino David Nalbandián, que ganhou a décima posição após a queda do croata Mario Ancic, que agora figura no 11.º posto. Campeão do Brasil Open, o argentino Guillermo Cañas volta a aparecer no grupo dos 100 melhores do mundo - subiu 44 posições e ocupa a 63ª colocação. Outro tenista que conseguiu boa ascensão foi o francês Gilles Simon, que conquistou o primeiro título de sua carreira neste fim de semana - Torneio de Marselha -. Ele ocupa a 43.ª posição. Entre os brasileiros, o melhor colocado é Thiago Alves (121.º), que passou Ricardo Mello e voltou a ser o número um do País. O tenista paulista soma agora 369 pontos. Já Flávio Saretta, semifinalista no Brasil Open, é o 133.º (350). Mas quem teve a melhor ascensão foi Gustavo Kuerten, que venceu seu primeiro jogo após 17 meses na Bahia e ganhou 340 posições. O catarinense aparece como o número 736.Sharapova continua na pontaNo ranking feminino, administrado pela WTA e também divulgado nesta segunda, a russa Maria Sharapova continua na primeira posição, com 3.978 pontos. O segundo lugar permanece igual: é da belga Justine Henin, com 3.436 pontos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.