Julian Finney/AFP
Julian Finney/AFP

Serena abandona e Halep decidirá Indian Wells com Jankovic

Número um do mundo entra em quadra apenas para se explicar

Estadão Conteúdo

21 Março 2015 | 09h37

Vencer Serena Williams nunca é uma tarefa fácil, mas a romena Simona Halep sequer precisou entrar em quadra para passar pela número 1 do mundo na noite da última sexta-feira. Lesionada, a norte-americana apareceu na quadra em Indian Wells somente para explicar aos fãs que estava desistindo da competição, abrindo caminho para que a adversária avançasse à grande decisão.

"Eu estava na quadra de treino e tudo estava indo bem, mas literalmente nos últimos dois minutos eu fui sacar e senti uma dor super aguda no meu joelho", justificou Serena em entrevista coletiva. "Eu pensei ''tudo bem'' e fui sacar de novo, mas aí senti novamente. Eu saí e não fui mais a mesma desde então. Eu tentei de tudo."

Serena vinha atuando normalmente e se mostrava em grande forma até as quartas de final, na qual bateu Timea Bacsinszky. Diante da dor sentida, no entanto, ela garantiu que não tinha condições de atuar na sexta. "Eu até tomei uma injeção. Eu nunca tinha tomado uma injeção antes. Se fosse qualquer outro evento, eu provavelmente nem considerasse isso. Mas eu queria dar 200%. Apenas não era para ser este ano."

Apesar do grande incômodo, a norte-americana tranquilizou os fãs e garantiu que a lesão não é grave. "É apenas uma questão da tempo. Não precisarei ficar três ou quatro semanas fora. Só preciso de alguns dias e tudo vai se acalmar. Tenho muita inflamação no joelho e isso vai saindo. Infelizmente, preciso de alguns dias."

Com a desistência, Serena perdeu a chance de faturar o título em Indian Wells pela primeira vez desde 2001. Aquela, aliás, havia sido a última vez que a norte-americana disputou o torneio. Isso porque na decisão daquele ano ela foi alvo de injúrias raciais e, desde então, vinha boicotando a competição.

Cabeça de chave número 3, Halep, por sua vez, chega à final em Indian Wells pela primeira vez na carreira. Sua melhor campanha até então havia sido uma semifinal no ano passado, quando perdeu para a polonesa Agnieszka Radwanska.

A romena terá pela frente na decisão a sérvia Jelena Jankovic. Cabeça de chave número 18, ela derrotou na semifinal a alemã Sabine Lisicki, 24.ª favorita, por 2 sets a 1, de virada, com parciais de 3/6, 6/3 e 6/1. Halep entra na final como favorita, não só pela melhor colocação no ranking, mas também pela vantagem no retrospecto diante de Jankovic, com três vitórias em quatro duelos disputados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.