Toby Melville/ AP
Toby Melville/ AP

Serena diz que vive momento mágico após 6º título em Wimbledon

Americana comemora muito a conquista de seu 21º Grand Slam

Estadão Conteúdo

11 de julho de 2015 | 15h29

A norte-americana Serena Williams comemorou a conquista de seu sexto título em Wimbledon como se estivesse vivendo em um sonho. A vitória na edição deste ano de Wimbledon contra a espanhola Garbiñe Muguruza por 2 sets a 0, com um duplo 6/4, foi o 21º título de Grand Slam de Serena.

"Não acreditei que estava aqui novamente em um outro Grand Slam. Me diverti muito aqui, nunca sonhei que estaria aqui, muito menos ganhando", declarou Serena na coletiva de imprensa após a partida.

Com o título, a norte-americana está a apenas uma conquista de igualar a marca de 22 edições de Grand Slam da alemã Steffi Graf na Era Aberta. Serena está também a três títulos da maior ganhadora de todos os tempos entre as mulheres, a australiana Margaret Court.

Outro marca quebrada por Serena neste sábado foi a da idade. Com 33 anos, a norte-americana é a jogadora mas velha e ganhar um título de Grand Slam na Era Aberta.

"Estou me sentindo muito bem", afirmou Serena após o duelo. "Senti um pouco de pressão no final da partida porque Garbiñe começou a jogar muito bem e concretizou alguns pontos muito bons. Isso dificultou um pouco as coisas", esclareceu a tenista.

Serena Williams não perde uma partida de Grand Slam desde que foi batida pela francesa Alize Cornet en Wimbledon, em 2014. A partir de então, venceu o US Open, o Aberto da Austrália e Roland Garros deste ano.

ENTRE AS MELHORES

A espanhola Garbiñe Muguruza saiu de quadra neste sábado com um sentimento de superação, afirmando que demonstrou poder estar entre as melhores. "Diante de Serena, a adversária tem poucas oportunidades. Em um milésimo de dúvida, ela ganha o ponto. É preciso estar muito concentrada", revelou Muguruza na coletiva de imprensa após o duelo no All England Tennis Club.

"É uma jogadora que pode ser batida, claro, mas é preciso estar em um nível muito alto. Lutei tudo que podia, competi, dei o máximo. Saio sem me reprovar em nada", analisou a espanhola.

Garbiñe Muguruza, que nasceu em Guatire, na Venezuela, e naturalizou-se espanhola, ficou com o vice deste ano em Wimbledon depois de cair na primeira rodada da edição de 2014.

"Fica difícil explicar em palavras tudo que senti. Foram duas semanas de muitas emoções e aprendizado. Aprendi que tenho um bom nível e que posso estar entre as melhores", ressaltou a tenista. "Em uma final é complicado ficar centrada, focada. É uma Serena que está do outro lado da quadra, que ganhou em Wimbledon cinco vezes. Mas na final até a Serena ficou nervosa", completou.

"Chegar até uma final de Grand Slam é o objetivo pelo qual todo tenista luta diariamente. Deixo Londres mais motivada do que nunca. Esta experiência me ajudará a seguir melhorando e trabalhando mais forte", concluiu a espanhola.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.