Kai Pfaffenbach/Reuters
Kai Pfaffenbach/Reuters

Serena, Barty, Osaka e Wozniacki estreiam com vitória no Aberto da Austrália

O resultado mais inesperado da rodada foi a nova derrota de Venus Williams para a jovem Cori Gauff

Redação, Estadão Conteúdo

20 de janeiro de 2020 | 09h08

Em um primeira dia de competições prejudicado pela chuva, o Aberto da Austrália contou com o domínio das favoritas na chave feminina, nesta segunda-feira. A norte-americana Serena Williams, em busca do recorde de títulos de Grand Slam, a australiana Ashleigh Barty, atual número 1 do mundo, e a japonesa Naomi Osaka, atual campeã, venceram em suas estreias. Já a veterana Venus Williams se despediu de forma precoce.

Primeira a entrar em quadra, ainda na noite de domingo, pelo horário de Brasília, Serena atropelou a russa Anastasia Potapova, pelo placar de 2 sets a 0, com parciais de 6/0 e 6/3. Oitava cabeça de chave, a americana enfrentará na segunda rodada a eslovena Tamara Zidansek, 70ª do mundo, que eliminou a sul-coreana Han Na-lae por duplo 6/3.

Em Melbourne, Serena busca igualar o recorde de títulos de Grand Slam da australiana Margaret Court, dona de 24 títulos. A americana soma 23 e já perdeu a chance de alcançar a tenista aposentada em quatro finais, nos últimos dois anos.

Em busca do seu 2º título de Slam, a local Ashleigh Barty precisou suar mais do que o esperado para vencer na primeira rodada. A líder do ranking bateu a ucraniana Lesia Tsurenko, de virada, por 5/7, 6/1 e 6/1. Sua próxima adversária vai sair do duelo entre a eslovena Polona Hercog e a sueca Rebecca Peterson.

Ex-número 1 do mundo e atual campeã em Melbourne, Naomi Osaka venceu com facilidade a checa Marie Bouzkova, por 6/2 e 6/4. Na sequência, a japonesa, cabeça de chave número três, terá pela frente a chinesa Zheng Saisai, que avançou ao superar a qualifier russa Anna Kalinskaya, por 6/3 e 6/2.

Outra ex-líder do ranking, a dinamarquesa Caroline Wozniacki bateu a americana Kristie Ahn, por 6/1 e 6/3, e adiou sua aposentadoria. Ela disputa seu último torneio da carreira, na Austrália. Sua próxima rival ainda não foi definida. Sairá do confronto entre a eslovena Kaja Juvan e a ucraniana Dayana Yastremska.

Já a checa Petra Kvitova obteve a vitória mais fácil da rodada. A sétima cabeça de chave, dona de dois títulos de Wimbledon, massacrou a compatriota Katerina Siniakova por 6/1 e 6/0, em apenas 50 minutos de duelo. Em seguida, Kvitova vai encarar outra adversária que teve vida fácil na estreia. A espanhola Paula Badosa aplicou o mesmo placar, de 6/1 e 6/0, na sueca Johanna Larsson.

O resultado mais inesperado da rodada foi a nova derrota de Venus Williams para a jovem Cori Gauff, como aconteceu em Wimbledon. Na época, o triunfo da adolescente de 15 anos surpreendeu o mundo do tênis. Desta vez, a garota venceu a veterana de 39 anos por 7/6 (7/5) e 6/3.

Em outros confrontos desta segunda, avançaram a croata Petra Martic (13ª cabeça de chave), a americana Sofia Kenin (14ª), a russa Ekaterina Alexandrova (25ª), a alemã Julia Görges, a chinesa Zhu Lin, a romena Sorana Cirstea, as americanas Ann Li e Caty McNally e a checa Barbora Krejcikova.

A rodada de abertura do primeiro Grand Slam da temporada foi marcado pela chuva, que adiou a disputa de 32 jogos, das duas chaves de simples, para terça. A programação só seguiu intacta nas três quadras que contam com teto retrátil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.