Serena bate Venus e é campeã em Wimbledon

A vitaminada tenista norte-americana Serena Williams mostrou que nem mesmo a sua irmã mais velha, Venus, é capaz de ameaçar a sua soberania no tênis feminino. Líder do ranking da WTA, desde julho de 2001, conquistou o bicampeonato de Wimbledon ao bater Venus por 2 sets a 1, parciais de 4/6, 6/4 e 6/2, numa final equilibrada, de alta intensidade e qualidade técnica, numa tarde cinzenta em Londres, com 23 graus de temperatura, mas sem chuva.Os números de Serena, de 21 anos são impressionantes. Neste sábado em Londres, no All England Club, conquistou o seu 6º título de um torneio do Grand Slam. Lidera o retrospecto diante de sua maior rival, a irmã Venus, por sete vitórias contra cinco derrotas, tendo vencido as últimas seis partidas e últimas cinco finais de Grand Slam, como no Aberto da Austrália deste ano, o US Open e Wimbledon do ano passado, e também em Roland Garros de 2002.Com mais esta conquista Serena Williams apaga a má impressão deixada em Roland Garros deste ano, quando caiu nas semifinais e, fora de forma, com sete quilos acima de seu peso, colocou em dúvida sua liderança no tênis feminino.Para ganhar mais um título, Serena fez um jogo agressivo diante de Venus, que sentiu problemas físicos. Entrou em quadra com uma bandagem na perna esquerda e ainda pediu atendimento, durante a partida, por causa de dores no abdómen, que prejudicaram seu rendimento.Pelo título em Wimbledon, Serena não só se distancia na liderança do ranking feminino, como também engorda a sua já polpuda conta bancária com um prêmio de 535 mil libras, cerca de R$ 2,6 milhões.

Agencia Estado,

05 de julho de 2003 | 12h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.