Adrees Latif/Reuters
Adrees Latif/Reuters

Serena celebra vitória em 'jogo bizarro' após abandono de rival

Número 1 do mundo fica em quadra somente por 27 minutos

Estadão Conteúdo

01 de setembro de 2015 | 09h01

A norte-americana Serena Williams teve uma estreia tranquila no US Open. Em busca do Grand Slam - conquistar os quatro principais torneios do circuito no mesmo ano -, a número 1 do mundo ficou em quadra somente por 27 minutos na última segunda-feira para passar pela russa Vitalia Diatchenko, 86.ª do ranking.

O favoritismo de Serena já era gigantesco, mas a tarefa ficou ainda mais tranquila graças a uma lesão de sua rival. Diatchenko entrou em quadra com um problema no pé esquerdo e precisou abandonar no início do segundo set, quando a derrota já era iminente e ela havia perdido todos os games disputados até então. A líder do ranking já vencia por 1 set a 0 (6/0) e faturava a segunda parcial por 2 a 0.

A facilidade foi tamanha, que Serena precisou se esforçar para manter o foco durante o pouco tempo que ficou em quadra. "Definitivamente, foi diferente e bizarro. Mas ao mesmo tempo, eu continuei focada. Eu ficava pensando: ''Apenas se mantenha focada, não perca isso, nunca se sabe o que pode acontecer''".

Serena venceu 32 dos 37 pontos disputados e percebeu que contará mesmo com o apoio da torcida, que compareceu em peso e promete empurrá-la nesta busca por um grande feito. A norte-americana agradeceu o público pela carinho "nesta jornada em que estou tentando levar uma partida de cada vez".

Na entrevista coletiva após a partida, Diatchenko apareceu usando uma bota ortopédica e explicou que se lesionou no aquecimento para a partida. "Foi terrível, estava com uma dor muito forte. Era muito dolorido, cada passo...", declarou.

Melhor para Serena, que seguiu em ótima forma em 2015 e chegou a 22 vitórias em 22 partidas de Grand Slam na atual temporada. Para manter o sonho do título em casa, a norte-americana terá pela frente na segunda rodada a holandesa Kiki Bertens, 110.ª do mundo, que eliminou na estreia a croata Mirjana Lucic-Baroni de virada, por 2 sets a 1, com parciais de 3/6, 6/4 e 6/2.

OUTROS RESULTADOS

Mas a segunda-feira não foi boa para todas as cabeças de chave. No mesmo lado da chave de Serna Williams, a checa Karolina Pliskova, oitava favorita da competição, se mostrou irreconhecível e foi tranquilamente batida pela norte-americana Anna Tatishvili, apenas 121.ª do mundo, por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/1.

Décima cabeça de chave, a espanhola Carla Suárez Navarro também caiu na estreia, para a checa Denisa Allertova, em dois sets: 6/1 e 7/6 (7/5). Assim como Jelena Jankovic (21.ª favorita), Sloane Stephens (29.ª) e Svetlana Kuznetsova (30.ª), que perderam respectivamente para Oceane Dodin, Coco Vandeweghe e Kristina Mladenovic.

Quem confirmou o favoritismo foi a 12.ª cabeça de chave, Belinda Bencic, que atropelou na estreia Sesil Karatantcheva por 2 sets a 0, com parciais de 6/1 e 6/2. Outras favoritas que avançaram foram: Elina Svitolina, Madison Keys, Eugenie Bouchard e Anastasia Pavlyuchenkova.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisUS OpenSerena Williams

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.