Benoit Tessier/Reuters
Benoit Tessier/Reuters

Serena diz serem injustos seguidos testes antidoping em seu retorno

Americana foi testada cinco vezes do início do ano até junho

Estadão Conteúdo

01 Julho 2018 | 20h22

Na véspera de sua estreia em Wimbledon, a norte-americana Serena Williams reclamou publicamente dos seguidos testes antidoping a que vem se submetendo nos últimos meses. Segundo o site de notícias esportivas Deadspin, ela foi testada cinco vezes do início do ano até junho, o que é o maior número de exames realizados por um atleta americano em 2018, tanto no feminino quanto no masculino.

+ Com final coincidindo com Copa, Wimbledon começa com Federer buscando 9º troféu

+ Murray volta a acusar dores no quadril e anuncia que não jogará em Wimbledon

"Apenas testem todo mundo de forma igual", criticou a ex-número 1 do mundo. "Concordo totalmente com os testes e até os encorajo. A questão é ser igualitário e não centrar todos os testes em apenas uma pessoa." Ela se disse frustrada por ter sido criticada por falhar em um teste em casa. Segundo ela, no mês passado, o responsável pelo exame chegou a sua casa 12 horas antes do que ela havia informado às autoridades sobre a sua programação.

Questionada sobre estes testes, a Agência Antidoping dos Estados Unidos disse se tratar de procedimento padrão. "É uma prática padronizada em muitos testes obter amostras de urina e sangue, o que resulta em muitas amostras a partir de uma única missão de coleta", afirmou o porta-voz da entidade, Brad Horn, em entrevista à agência de notícias Associated Press.

Os exames coincidem com o retorno de Serena às quadras após mais de um ano de afastamento em razão da sua gravidez. Ela deu à luz a sua primeira filha em setembro do ano passado e fez sua volta às competições em fevereiro.

A dona de 23 títulos de Grand Slam, contudo, ainda não conseguiu repetir as grandes atuações do passado. Após resultados irregulares, ela voltará à grama de Wimbledon nesta segunda-feira, para enfrentar a holandesa Arantxa Rus, 107º do mundo, em sua estreia. O retorno da americana ao Grand Slam britânico é muito aguardado pelos fãs por se tratar de torneio que favorece o seu estilo de jogo.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.