Mal Fairclough/AFP
Mal Fairclough/AFP

Serena e Kvitova estreiam com vitórias fáceis na Austrália

Favoritas avançam com tranquilidade para a segunda rodada com vitórias por 2 sets a 0; Jankovic decepciona e está eliminada 

Estadão Conteúdo

20 de janeiro de 2015 | 09h57

Como já era esperado que acontecesse, Serena Williams e Petra Kvitova não tiveram dificuldades para confirmar o enorme favoritismo que defendiam em suas respectivas estreias no Aberto da Austrália. Líder do ranking mundial e cabeça de chave número 1 do Grand Slam realizado em Melbourne, a tenista norte-americana venceu a belga Alison Van Uytvanck por 2 sets a 0, com parciais de 6/0 e 6/4. Já a checa, quarta pré-classificada, passou pela holandesa Richel Hogenkamp por 6/1 e 6/4.

Com o triunfo obtido em apenas 61 minutos, Serena se credenciou para enfrentar na segunda rodada a russa Vera Zvonareva, que na estreia derrotou a tunisiana Ons Jabeur por 6/2 e 6/3. Já Kvitova terá pela frente na próxima fase a alemã Mona Barthel, que abriu sua campanha na chave principal superando a croata Donna Vekic por 2 sets a 1, de virada, com 3/6, 6/4 e 6/2.

Dona de cinco títulos do Aberto da Austrália, Serena não conquista o troféu de campeã em Melbourne desde 2010 e nesta terça exibiu força para iniciar sua caminhada rumo ao fim deste jejum no Grand Slam local. 

Ela fechou o primeiro set em apenas 21 minutos ao aproveitar três de cinco chances de quebrar o saque de Van Uytvanck, que acabou levando um "pneu" (6/0). Já na segunda parcial, bem mais equilibrada, a norte-americana converteu o único break point cedido pela rival e assim conquistou o 6/4 que liquidou a partida.

Kvitova, por sua vez, começou arrasadora diante de Hogenkamp. Com duas quebras de saque em duas oportunidades e sem oferecer break points para a adversária, abriu 6/1 logo de cara. Depois, a holandesa até esboçou uma reação ao conseguir uma quebra, mas a checa voltou a converter dois break points para aplicar o 6/4 que definiu o jogo em 2 sets a 0.

A maioria das cabeças de chave em ação nesta terça-feira, por sinal, confirmaram favoritismo em suas estreias. Entre elas esteve a polonesa Agnieszka Radwanska, sexta pré-classificada, que superou a japonesa Kurumi Nara por 6/3 e 6/0. Assim, ela se credenciou para encarar na segunda rodada a sueca Johanna Larsson, que nesta terça passou pela russa Alla Kudryavtseva com parciais de 6/4 e 6/3.

Oitava na lista de favoritas, a dinamarquesa Caroline Wozniacki foi outra que avançou à segunda fase da competição ao derrotar a norte-americana Taylor Townsend por 7/6 (7/1) e 6/2. E Wozniacki terá pela frente uma grande pedreira na segunda rodada. Trata-se da bielo-russa Victoria Azarenka, que nesta terça bateu a norte-americana Sloane Stephens por 6/3 e 6/2. 

Campeã em Melbourne em 2012 e 2013 e ex-número 1 do mundo, Azarenka ocupa hoje apenas a 41ª posição da WTA, fato que a deixou solta no sorteio dos confrontos da primeira rodada do Grand Slam, fora da condição de cabeça de chave. Assim, travará um interessante duelo de ex-líderes do ranking com Wozniacki.

A eslovaca Dominika Cibulkova, as norte-americanas Venus Williams e Varvara Lepchenko, as australianas Samantha Stosur e Casey Dellacqua, a espanhola Garbine Muguruza, a francesa Alize Cornet, a checa Barbora Zahlavova Strycova e a russa Elina Svitolina também confirmaram a condição de cabeças de chave em suas estreias nesta terça-feira.

JANKOVIC CAI
Ex-líder do ranking mundial, a sérvia Jelena Jankovic decepcionou nesta terça ao cair já na estreia do Aberto da Austrália. Décima quinta cabeça de chave, ela foi batida pela suíça Timea Bacsinszky por 6/1 e 6/4. 

A italiana Flavia Pennetta e a alemã Andrea Petkovic, respectivas 12ª e 13ª pré-classificadas, também caíram na primeira rodada. A tenista da Itália foi superada pela sua compatriota Camila Giorgi, que ganhou de virada, com 4/6, 6/2 e 6/3. Já a jogadora alemã foi derrotada pela norte-americana Madison Brengle, que também reagiu para vencer por 5/7, 7/6 (7/4) e 6/3.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.