Harry How/AFP
Harry How/AFP

Serena sofre, mas vira e vai às quartas de final em Indian Wells

Americana derrota Sloane Stephens por 2 sets a 1

Estadão Conteúdo

17 Março 2015 | 21h17

A norte-americana Serena Williams sofreu um pouco, mas venceu a sua compatriota Sloane Stephens por 2 sets a 1, de virada, com parciais de 6/7 (3/7), 6/2 e 6/2, nesta terça-feira, e garantiu vaga nas quartas de final do Torneio de Indian Wells. Líder do ranking mundial, a tenista pela primeira vez perdeu um set nesta edição do evento, que ela voltou a disputar após 14 anos, depois de ter promovido um boicote após ser vítima de injúria racial na final de 2001 na competição.

Com o novo triunfo no importante torneio norte-americano, Serena terá pela frente na próxima fase a vencedora do confronto entre a ucraniana Elina Svitolina e a suíça Timea Bacsinszky, também programado para acontecer ainda nesta terça.

Para se garantir na luta por uma vaga na semifinal, a tenista número 1 do mundo precisou jogar duas horas e seis minutos e foi surpreendida por Stephens no primeiro set, no qual cada tenista conquistou duas quebras de saque, forçando a disputa do tie-break, no qual a jovem promessa norte-americana foi melhor para fazer 7/3.

Serena, porém, não se abalou com a vantagem conquistada pela sua compatriota e foi arrasadora a partir do segundo set. Desta vez sem oferecer chances de quebra de saque para a rival, ela ainda converteu dois de três break points para fazer 6/2 e empatar o jogo. Em seguida, na derradeira parcial, a favorita voltou a ser absoluta no serviço e repetiu as duas quebras em três oportunidades para aplicar o novo 6/2 que fechou o confronto.

Em outro jogo já encerrado nesta terça nos Estados Unidos, a romena Simona Halep, terceira cabeça de chave, também foi às quartas de final ao superar a checa Karolina Pliskova por duplo 6/4. Assim, ela se credenciou para encarar na próxima fase a espanhola Carla Suárez Navarro, que eliminou a britânica Heather com parciais de 7/6 (7/5), 3/6 e 6/1.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.