Serena Williams arrasa sul-africana e avança em Wimbledon

Depois da derrota em Roland Garros, a tenista americana se classificou nesta quinta-feira, em partida rápida de 49 minutos

AE, Agência Estado

26 de junho de 2014 | 10h58

A norte-americana Serena Williams não teve problemas para confirmar o seu favoritismo, nesta quinta-feira, e garantir vaga na terceira rodada de Wimbledon. A tenista número 1 do mundo arrasou a sul-africana Chanelle Scheepers por 2 sets a 0, com duplo 6/1, em apenas 49 minutos.

Cabeça de chave número 1 da competição e em busca do seu 18º título de Grand Slam, Serena assim se credenciou para encarar na próxima fase a francesa Alize Cornet, que nesta quinta derrotou a checa Petra Cetkovska por 2 sets a 1, com parciais de 6/4, 5/7 e 6/3.

Cinco vezes campeã de Wimbledon, Serena tenta voltar a brilhar em Londres depois de ter decepcionado em Roland Garros, Grand Slam anterior desta temporada, no qual acabou eliminada já na segunda rodada. E nesta quinta ela atropelou Scheepers em novo passo para cumprir este objetivo.

No primeiro set do duelo, a norte-americana aproveitou duas de três chances de quebrar o saque da sul-africana, não teve o serviço ameaçado nenhuma vez e assim fez 6/1. Já na segunda parcial, a líder do ranking mundial foi feliz em três de quatro oportunidades de ganhar games no saque da adversária para repetir o 6/1 que liquidou o duelo. Com oito aces, Serena ainda acumulou 26 winners e apenas sete erros não-forçados para seguir em frente na grama de Wimbledon.

Outra tenista de destaque que venceu em jogo já encerrado nesta quinta na capital inglesa foi Ana Ivanovic. Ex-líder do ranking mundial e 11ª cabeça de chave do torneio, a sérvia superou a chinesa Jie Zheng por 2 sets a 0, com 6/4 e 6/0. Assim, avançou à terceira rodada e terá como próxima rival a vencedora da partida entre a alemã Sabine Lisicki e a checa Karolina Pliskova, também programada para esta quinta.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisWimbledonSerena Williams

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.