Elsa/AFP
Elsa/AFP

Serena Williams reencontra revelação americana no US Open

Pelas oitavas de final, líder do ranking jogará contra Madison Keys

O Estado de S. Paulo

06 de setembro de 2015 | 07h00

Depois do susto que tomou na terceira rodada, quando perdeu o primeiro set e viveu momentos de angústia contra Bethanie Mattek-Sands, tudo o que Serena Williams quer um domingo tranquilo e uma vitória fácil nas oitavas de final para continuar a sua trajetória rumo ao Grand Slam – este ano ela foi campeã na Austrália, em Roland Garros e em Wimbledon. Mas ela terá pela frente a candidata a ser a próxima estrela do tênis norte-americano: Madison Keys, de 20 anos.

As duas se enfrentaram apenas uma vez, com vitória de Serena por 7/5 e 6/2. Foi na semifinal do Aberto da Austrália, o torneio em que Madison Keys chamou a atenção pela primeira vez. Antes, em dez participações em torneios do Grand Slam, ela nunca tinha ido além da terceira rodada.

Dali em diante, a garota, que desde novembro do ano passado é treinada pela ex-tenista Lindsay Davenport (dona de um título do US Open, um de Wimbledon e um do Aberto da Austrália), foi à terceira rodada em Roland Garros, às quartas de final em Wimbledon e agora está nas oitavas em Nova York. Na terceira rodada, sexta-feira à noite, ela passou por cima da polonesa Agnieszka Radwanska – que havia sido sua algoz em Wimbledon.

“Madison é uma grande jogadora, com golpes muito bons. Ela está vivendo um ótimo momento e jogando com muita confiança”, disse Serena. A líder do ranking garante que está lidando bem com a pressão de conquistar o Grand Slam em casa, onde já foi campeã seis vezes – ficou com a taça nos últimos três anos. “Não entro em quadra pensando ‘faltam quatro jogos’, e sim me concentrando só naquela partida.”

MASCULINO 

Novak Djokovic entra em quadra neste domingo para enfrentar o espanhol Roberto Bautista-Agut pelas oitavas de final. Campeão na Austrália e em Wimbledon e vice em Roland Garros este ano, ele luta por seu segundo título no US Open – foi campeão em 2011. Se passar, vai enfrentar o vencedor do confronto entre o espanhol Feliciano López e o italiano Fabio Fognini, que teve a proeza de eliminar Rafael Nadal em uma virada espetacular. 

Tudo o que sabemos sobre:
tênisSerena WilliamsUS Open

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.