Sharapova vence e fatura Roland Garros pela primeira vez

Tenista russa conquista torneio pela primeira vez aos 25 anos com vitória sobre italiana por 2 sets a 0

AE, Agência Estado

09 de junho de 2012 | 12h26

PARIS - A russa Maria Sharapova venceu a italiana Sara Errani por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/2, neste sábado, em Paris, e conquistou pela primeira vez o título de Roland Garros. A tenista número 1 do mundo, que retomou o topo do ranking durante esta edição do torneio francês, já tinha sido campeã anteriormente de Wimbledon (2004), do US Open (2006) e do Aberto da Austrália (2008), outros três torneios de Grand Slam do circuito profissional.

O tranquilo triunfo na decisão também acabou coroando o retorno de Sharapova à liderança do ranking mundial, posto que ela não atingia desde 2008, e que será ratificado pela WTA nesta segunda-feira, na atualização da sua listagem.

Sharapova precisou de apenas uma hora e 29 minutos em quadra para justificar o seu favoritismo diante de Errani, grande surpresa desta edição do torneio feminino de Roland Garros. Atual 24.ª colocada do ranking mundial, a italiana havia desbancado a australiana Samantha Stosur na semifinal e antes disso superou na terceira rodada a sérvia Ana Ivanonic, que alcançou o título em Paris em 2008, e nas oitavas de final eliminou a russa Svetlana Kuznetsova, que ergueu a taça em 2009.

Esse foi o 27.º título de simples conquistado por Sharapova, que neste ano também foi campeã em Stuttgart e Roma. Já Errani buscava o seu sexto troféu no circuito profissional, mas não teve como segurar a força da adversária na decisão.

Para conquistar o último Grand Slam que lhe faltava, Sharapova aproveitou cinco das 13 chances que teve de quebrar o saque da italiana, que converteu dois de cinco break points. A russa ainda pôde se dar ao luxo de cometer 29 erros não-forçados, compensados com 37 winners, contra apenas 12 de Errani.

Mais eficiente no saque, com o qual fez seis aces, a russa ganhou 69% dos pontos que disputou quando encaixou o seu primeiro serviço, enquanto a italiana só ganhou 46 % na mesma condição. Desta forma, ficou em segundo plano o fato de Errani ter cometido apenas 11 erros não-forçados no confronto, já que Sharapova foi absoluta no duelo.

Com a conquista deste sábado, Sharapova também fez história por ter se tornado a décima tenista em todos os tempos a ostentar os títulos dos quatro torneios de Grand Slam do circuito profissional. Com isso, ela escreveu de vez o seu nome na galeria das grandes campeãs do tênis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

  • Raí valoriza montagem do elenco do São Paulo para o Brasileirão
  • Em crise, Figueirense se movimenta para evitar novo W.O.
  • Corinthians, Palmeiras e São Paulo tem as melhores defesas do Campeonato Brasileiro
  • Podcast: personalidades do esporte analisam a situação do futebol no Brasil
  • Bruno Henrique vibra com gols no Maracanã: 'Semana mais feliz da minha vida'

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.