Shriver e Wilander no Hall da Fama

A norte-americana Pam Shriver, uma das cinco tenistas a ganhar mais de 100 títulos em sua carreira, e o sueco Mats Wilander, que conquistou sete títulos de Grand Slam e chegou a número 1 do mundo, ingressarão neste domingo no Salão Internacional da Fama do tênis. A informação foi repassada oficialmente na sexta-feira pelos organizadores da entidade, que fica na cidade norte-americana de Rhode Island.Shriver conquistou em sua carreira 21 títulos individuais e 112 de duplas e se equiparou assim às norte-americanas Chris Evert, Martina Navratilova (de origem checoslovaca), à alemã Steffi Graf e à checa Jana Novotna como as únicas mulheres a ganhar 100 torneios na chamada era profissional do tênis.Pam Shriver esteve ranqueada entre as dez melhores do ranking mundial da WTA (a associação das tenistas profissionais) durante a maior parte dos anos 80, mas é mais conhecida por jogar ao lado de Martina Navratilova - formando uma das melhores duplas da história.Além disso, Shriver conquistou 22 títulos de Grand Slam de duplas - excetuando-se dois, todos com Martina. Em 1984, as tenistas se converteram na primeira dupla a ganhar o Aberto da Austrália, o da França, o Torneio de Wimbledon e o Aberto dos Estados Unidos no mesmo ano. A dupla ostenta também o recorde de 109 vitórias consecutivas.Pam Shriver, eleita em 1991 a melhor jogadora de devoluções, foi campeã olímpica em Seul/88. Atualmente, trabalha como comentarista de tênis na televisão e participa de diversos comitês executivos locais de esportes.Já Mats Wilander, além dos sete títulos de Grand Slam conquistados ao longo de sua carreira, venceu outros 26 torneios individuais. Em 1988, o tenista sueco venceu o Aberto da Austrália, o Torneio de Roland Garros e o Aberto dos Estados Unidos, além de ter chegado a número 1 do mundo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.