Toru Yamanaka / AFP
Toru Yamanaka / AFP

Soares bate Demoliner e vai à semifinal em Tóquio; Raonic abandona jogo por lesão

Tenista canadense abandonou partida depois de disputar o primeiro game

Estadão Conteúdo

05 Outubro 2017 | 11h06

Naquela que foi a sua terceira vitória em três jogos contra Marcelo Demoliner neste ano, Bruno Soares levou a melhor sobre o compatriota desta vez nas quartas de final do Torneio de Tóquio. Cabeça de chave número 2 do torneio de duplas do ATP 500 japonês ao lado do britânico Jamie Murray, ele superou nesta quinta-feira o tenista gaúcho e o neozelandês Marcus Daniell por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/4.

+ Nadal vence russo com facilidade e avança às quartas de final em Pequim

+ Em Pequim, Halep vence Sharapova pela 1ª vez e Ostapenko se garante no Masters

Com o triunfo, Soares e Murray avançaram às semifinais e se credenciaram para enfrentar o canadense Daniel Nestor e o britânico Dominic Inglot, que na segunda rodada da competição derrotaram o austríaco Dominic Thiem e o argentino Diego Schwartzman, de virada, com parciais de 4/6, 6/4 e 10/3.

Antes desta vitória na capital japonesa, Soares e Murray haviam batido Demoliner e Daniell nesta temporada no Rio Open, em piso de saibro, e no US Open, em quadra dura como a do Torneio de Tóquio. Nas duas ocasiões, também em sets diretos.

Neste reencontro com os rivais, Soares e seu parceiro britânico confirmaram todos os seus saques na partida e converteram dois de seis break points para liquidarem a partida em apenas 1h07min. Com a eliminação de Demoliner, Bruno agora é o único brasileiro que segue na luta pelo título da chave de duplas em Tóquio.

RAONIC CAI

Depois de ter voltado às quadras com vitória sobre o sérvio Viktor Troicki na última terça-feira, quando interrompeu um afastamento de sete semanas provocado por uma cirurgia no punho esquerdo, o canadense Milos Raonic conseguiu ficar em quadra por apenas um game nesta quinta pela segunda rodada da chave de simples do Torneio de Tóquio.

O atual 12º colocado do ranking mundial desistiu da partida que travava com o japonês Yuichi Sugita, 40º da ATP, logo após perder o primeiro game. Ele desta vez alegou uma lesão na panturrilha da direita para abandonar o duelo após apenas oito minutos.

Após a partida, Raonic acabou não comparecendo para dar entrevista coletiva, mas divulgou um comunicado no qual revelou: "Tive uma distensão na panturrilha, mas ainda não sabemos o grau e vou precisar fazer exames para ter uma avaliação mais exata". Em seguida, o canadense revelou que sentiu uma dor aguda quando o primeiro game do jogo desta quinta estava empatado em 40/40, fato que foi mais uma grande decepção para ele, que já havia ficado fora do último US Open por causa da lesão no punho. "Agora é ir para casa e procurar um médico. Este ano tem sido difícil e frustrante. Poderia ter me concentrado mais no tênis se não fossem tantas as lesões", afirmou.

Ao ser beneficiado pela desistência de Raonic, Sugita avançou às quartas de final e terá como próximo rival o francês Adrian Mannarino, que vem de uma vitória por 2 sets a 0 sobre o checo Jiri Vesely.

Outro francês que assegurou classificação às quartas de final foi Richard Gasquet, que nesta quinta passou pelo taiwanês Yen-Hsun Lu por 6/0 e 7/6 (7/5). O seu próximo adversário será o belga David Goffin, quarto cabeça de chave, que derrotou o australiano Matthew Ebden, de virada, com 2/6, 7/5 e 7/6 (7/1).

Outro a avançar às quartas de final nesta quinta foi o norte-americano Steve Johnson, que eliminou o ucraniano Alexandr Dolgopolov por 6/2 e 6/4 e se credenciou para encarar nesta sexta-feira o argentino Diego Schwartzman.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.