Soares e Peya suam, mas avançam às quartas em Paris

Em grande fase na temporada, a dupla formada pelo brasileiro Bruno Soares e o austríaco Alexander Peya tomou um susto nesta quinta-feira, mas garantiu vaga nas quartas de final do Masters 1000 de Paris. Em sua estreia, Soares e Peya tiveram bastante trabalho, mas derrotaram os italianos Fabio Fognini e Andreas Seppi por 2 sets a 1, com parciais de 7/6 (7/4), 6/7 (1/7) e 10/8.

AE, Agência Estado

31 de outubro de 2013 | 11h05

Cabeças de chave número 2, o brasileiro e o austríaco vêm de uma conquista no Torneio de Valência, no último final de semana. Na briga por uma vaga na semifinal em Paris, eles terão pela frente o mexicano Santiago González e o norte-americano Scott Lipsky.

Nesta quinta, Soares e Peya precisaram de 1h50min de partida para alcançarem a vitória. Eles demonstraram cansaço, mas ainda assim foram superiores. O resultado poderia ter sido obtido com menos dificuldade se não fossem as 13 oportunidades de quebra desperdiçadas pela dupla.

SIMPLES - Pela chave de simples, o espanhol David Ferrer também avançou na competição nesta quinta-feira. O cabeça de chave número 3 ignorou o apoio da torcida da casa e passou com certa facilidade pelo francês Gilles Simon por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/3, em 1h16min de partida.

Superior ao longo de todo o confronto, Ferrer não deu chances para o 15.º cabeça de chave com seu forte jogo de fundo de quadra. Agora ele espera o vencedor do duelo entre o canadense Milos Raonic e o checo Tomas Berdych para conhecer seu adversário nas quartas de final.

Quem também garantiu vaga nas quartas nesta quinta foi o suíço Stanislas Wawrinka. Sem maiores dificuldades, o cabeça de chave número 7 despachou o espanhol Nicolas Almagro por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/2, e enfrentará quem passar da partida entre o norte-americano John Isner e o sérvio Novak Djokovic.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisMasters 1000Bruno Soares

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.