Tony O'Brien/ Reuters
Tony O'Brien/ Reuters

Soares pega chave mais fácil e só pode enfrentar Melo na final em Wimbledon

Brasileiro e Jamie Murray enfrentam os checos Roman Jebavy e Jiri Vesely

O Estado de S.Paulo

30 de junho de 2017 | 15h02

Bruno Soares teve mais sorte que Marcelo Melo no sorteio da chave das duplas masculinas de Wimbledon, nesta sexta-feira, em Londres. O brasileiro que forma dupla com o local Jamie Murray terá pela frente nas primeiras rodadas rivais menos experientes, enquanto Melo e o polonês Lukasz Kubot poderão ter adversários mais rodados e com mais títulos na carreira.

Soares e Murray, que vêm embalados por dois títulos na grama, entram na competição como dupla cabeça de chave número 3. Na estreia, eles vão encarar os checos Roman Jebavy e Jiri Vesely. Se confirmarem o favoritismo, devem cruzar com o australiano Sam Groth e o sueco Robert Lindstedt na segunda rodada.

Melo e Kubot vão estrear contra os holandeses Wesley Koolhof e Matwé Middelkoop. E, depois, tem um caminho árduo pela frente. Na segunda rodada, poderão cruzar com os experientes Philipp Petzschner, da Alemanha, e Alexander Peya, da Áustria.

Nas oitavas, os adversários podem ser o romeno Florin Mergea e o paquistanês Aisam Qureshi. Nas quartas, as opções são o romeno Horia Tecau e o holandês Jean-Julien Rojer ou a parceria formada pelo indiano Rohan Bopanna e pelo francês Edouard Roger-Vasselin.

Melo e Kubot, que são os cabeças número quatro, também vêm de dois títulos obtidos na grama, em preparação para Wimbledon. Melo já foi vice-campeão na grama de Londres em 2013. Kubot também busca o primeiro título no Grand Slam britânico. Melo e Soares, parceiros brasileiros na Copa Davis, só poderão se enfrentar na final do Grand Slam.

Além deles, o Brasil terá mais quatro representantes na chave de duplas masculinas: André Sá, Marcelo Demoliner, Thomaz Bellucci e Rogério Dutra Silva. Mais experiente de todos, Sá vai jogar ao lado do israelense Dudi Sela - nesta semana vai disputar a final de Eastbourne de Rohan Bopanna.

Em Wimbledon, estreará contra o norte-americano Nicholas Monroe e o neozelandês Artem Sitak. Demoliner vai atuar ao lado do parceiro habitual, o neozelandês Marcus Daniell. Na primeira rodada, terão pela frente o russo Andrey Kuznetsov e o sérvio Janko Tipsarevic. Bellucci e Rogerinho jogarão juntos e vão enfrentar o experiente canadense Daniel Nestor e o francês Fabrice Martin.

Os principais favoritos ao título em Wimbledon são o finlandês Henri Kontinen e o australiano John Peers. Os atuais campeões, os franceses Pierre-Hugues Herbert e Nicolas Mahut, serão a dupla cabeça de chave número dois da competição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.