Fotojump
Fotojump

Soares vence e André Sá cai nas duplas no Rio; Thiem vai às quartas

Ao lado de Jamie Murray, Brasileiro despacha o compatriota Marcelo Demoliner

Estadão Conteúdo

22 Fevereiro 2017 | 23h18

O brasileiro Bruno Soares e o escocês Jamie Murray confirmaram o favoritismo na estreia no Rio Open, nesta quarta-feira, e venceram a dupla formada pelo brasileiro Marcelo Demoliner e o pelo neozelandês Marcus Daniell por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/2. A vitória garantiu Soares e Murray nas quartas de final da chave de duplas.

Melhor dupla do mundo na temporada passada, Soares e Murray vão enfrentar na sequência os argentinos Andres Molteni e Diego Schwartzman, responsáveis pela eliminação de André Sá logo na estreia. Sá e o espanhol Tommy Robredo foram batidos em sets diretos, pelo placar de 6/4 e 6/3.

Mais cedo, o brasileiro Marcelo Melo também venceu na estreia, ao lado do polonês Lukasz Kubot. E João Souza, o Feijão, foi eliminado, com o compatriota Fabrício Neis, justamente no confronto com Melo.

Na chave de simples, os favoritos não decepcionaram nesta quarta. Alçado à posição de maior candidato ao título, após a queda precoce do japonês Kei Nishikori, o austríaco Dominic Thiem superou o sérvio Dusan Lajovic por 6/2 e 7/5.

Seu próximo adversário será o argentino Diego Schwartzman, que despachou o compatriota Federico Delbonis por 6/4 e 7/6 (7/1). Se manter a boa fase, Thiem poderá cruzar com o argentino Nicolas Kicker ou com o espanhol Albert Ramos na semifinal.

Isso porque os dois tenistas vão se enfrentar nas quartas, após conquistarem boas vitórias nesta quarta. Kicker derrotou o belga Arthur De Greef, algoz do uruguaio Pablo Cuevas, atual campeão, por duplo 6/3. Já Albert Ramos despachou o italiano Fabio Fognini por 6/2 e 6/3.

Conhecido pelas atitudes intempestivas dentro de quadra, Fognini demonstrou irritação por diversas vezes ao longo da partida. E, no final, arremessou a raquete contra a lona que cobre o fundo de quadra. Acabou rasgando trecho que exibia um dos patrocinadores do evento. Por conta da atitude, o italiano deve ser punido com multa pela ATP.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.