Kirsty Wigglesworth/AP Photo
Kirsty Wigglesworth/AP Photo

Soares/Murray vence e Melo/Dodig encerra dupla com queda precoce no ATP Finals

Marcelo Melo atuará ao lado do polonês Lukasz Koboldt na próxima temporada da ATP

Estadão Conteúdo

17 Novembro 2016 | 18h03

O brasileiro Marcelo Melo e o croata Ivan Dodig encerraram a dupla nesta quinta-feira com uma queda precoce no ATP Finals, torneio que reúne as oito melhores duplas da temporada, em Londres. Melo e Dodig foram eliminados ainda na fase de grupos ao serem derrotados por Bruno Soares e Jamie Murray por 2 sets a 1, com parciais de 6/3, 3/6 e 10/6.

Melo e Dodig precisavam da vitória para ter chance de avançar à semifinal. Com a derrota, foram eliminados, marcando a despedida da dupla. Em 2017, o brasileiro jogará ao lado do polonês Lukasz Kubot enquanto o croata vai atuar com o espanhol Marcel Granollers.

Brasileiro e croata já não vinham jogando juntos nas últimas semanas. Disputaram o ATP Finals apenas porque estavam classificados e não poderiam trocar de dupla para a competição que reúne justamente as parcerias que mais brilharam ao longo da temporada. Melo e Dodig foram vice-campeões do torneio em 2014 e foram campeões de Roland Garros no ano passado.

Enquanto Melo se despede de sua dupla, Bruno Soares segue mostrando grande forma ao lado de Jamie Murray, com quem começou a jogar no início deste ano. Campeões do Aberto da Austrália e do US Open nesta temporada, eles garantiram a vaga na semifinal do ATP Finals com a vitória desta quinta.

Eles só precisavam vencer um set para definir a classificação, mas acabaram garantindo o terceiro triunfo em três jogos no grupo. Embalados pelo aproveitamento de 100%, os dois aguardam a definição dos futuros adversários, na semifinal.

Soares e Murray também seguem na briga para terminarem o ano como a dupla número 1 do mundo. Para tanto, precisavam chegar ao título. Contudo, poderão garantir o topo já na sexta-feira, se os franceses Pierre-Hugues Herbert e Nicolas Mahut, já eliminados, forem derrotados pela dupla formada pelo finlandês Henri Kontinen e o australiano John Peers.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.