Benoit Tessier/Reuters
Benoit Tessier/Reuters

Soberbo, Federer derrota Mayer e garante a vaga nas quartas de Roland Garros

Suíço não toma conhecimento de argentino, vence por 3 sets a 0 e agora espera por decisão entre Tsitsipas e Wawrinka

Redação, Estadão Conteúdo

02 de junho de 2019 | 10h58

Com mais uma atuação soberba, o suíço Roger Federer garantiu vaga nas quartas de final de Roland Garros, ao derrotar, neste domingo, o argentino Leonardo Mayer, por 3 sets a 0, com parciais de 6/2, 6/3 e 6/3, em 1h41 de jogo. O número 3 do mundo vai enfrentar na próxima fase do segundo Grand Slam do ano o vencedor entre o grego Stefanos Tsitsipas e o compatriota Stan Wawrinka.

Mayer, um dos três argentinos a conseguir vaga nas oitavas de final - os outros são Juan Ignacio Londero e Juan Martin Del Potro -, não conseguiu em nenhum momento da disputa colocar seu bom saque em ação na primeira vez em que atuou nas oitavas em Paris.

Federer completa quatro vitórias no torneio francês deste ano sem perder nenhum set. Desta forma, o supercampeão, de 37 anos, conseguiu manter seu plano de se desgastar o menos possível nas partidas para não chegar cansado para os duelos decisivos. Esta é a 12ª vez que o suíço se classifica para as quartas em Roland Garros.

"Estou muito contente. O ambiente do jogo está muito agradável, o que faz a gente desenvolver um bom jogo, apesar dos fortes ventos", disse o tenista, que foi muito aplaudido pelo público presente à partida. Federer revelou sua preferência de adversário nas quartas. "Prefiro Stan, mas na última partida aqui ele me venceu em três sets e acabou ganhando o torneio."

Federer soma agora 54 participações nas quartas de final em torneios do Grand Slam, recorde absoluto. Djokovic e Nadal, que buscam a vaga em Roland Garros, somam 44 e 38, respectivamente.

O suíço se tornou o terceiro tenista mais velho a atingir esta fase em Roland Garros, sendo superado apenas pelo norte-americano Pancho Gonzales, que tinha 40 anos, em 1968, e pelo húngaro Istvan Gulyas, que tinha 39, em 1971.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.