Soderling vence Simon e reencontra Nadal nas quartas

Robin Soderling reencontrará Rafael Nadal em Roland Garros. Após vencer o espanhol em 2009 e ser derrotado na final de 2010, o sueco terá pela frente o número 1 do mundo nas quartas de final do Grand Slam francês, depois de eliminar o local Gilles Simon por 3 sets a 0, com parciais de 6/2, 6/3 e 7/6 (7/5), nesta segunda-feira.

AE, Agência Estado

30 de maio de 2011 | 16h57

Atual vice-campeão, Soderling terá a oportunidade de devolver a derrota sofrida na decisão do ano passado na tentativa de repetir o grande feito de 2008. Na ocasião, o sueco eliminou o então tetracampeão Nadal nas oitavas de final. Foi a única derrota do espanhol em Roland Garros.

Assim como Nadal, que venceu nesta segunda o croata Ivan Ljubicic, Soderling não teve dificuldade para superar o local Simon. Sacou melhor e obteve cinco quebras de saque. Só teve mais trabalho no terceiro set, quando precisou de 1h08min para fechar a parcial e assegurar a vitória.

Também nesta segunda ficou definido o confronto entre o suíço Roger Federer e o francês Gael Monfils nas quartas de final. O tenista da casa superou o espanhol David Ferrer por 3 sets a 2, com parciais de 6/4, 2/6, 7/5, 1/6 e 8/6, no jogo que teve início no domingo, mas foi interrompido por causa da falta de luz natural.

A falta de iluminação também atrapalhou a conclusão da partida envolvendo o escocês Andy Murray e o sérvio Viktor Troicki nesta segunda. A partida foi paralisada antes do início do quinto set. Troicki começou em vantagem e abriu 2 sets a 0, com duplo 6/4, mas cedeu o empate. Murray, que sentiu uma lesão no tornozelo direito no jogo anterior, igualou o duelo ao fazer 6/3 e 6/2.

O vencedor da partida enfrentará o argentino Juan Ignacio Chela, que venceu mais cedo o colombiano Alejandro Falla por 3 sets a 2. O outro confronto das quartas de final foi definido já nesta segunda com a desistência do italiano Fabio Fognini. Desta forma, o sérvio Novak Djokovic avançou direto para a semifinal, sem precisar fazer esforço.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.