Arquivo/AE
Arquivo/AE

Sorteio coloca Henin no rumo de Clijsters na Austrália

Se avançar na competição, Justine Henin poderá enfrentar compatriota nas quartas de final

AE, Agencia Estado

15 de janeiro de 2010 | 11h11

O sorteio das chaves do Aberto da Austrália propiciou a possibilidade de um confronto entre duas ex-líderes do ranking mundial nas quartas de final do torneio que começa na próxima segunda-feira. A belga Justine Henin, que voltou com força ao circuito profissional após um ano e oito meses afastada das competições, poderá enfrentar a compatriota Kim Clijsters, 15.ª cabeça de chave, nesta fase do Grand Slam disputado em Melbourne.

Fora do grupo das cabeças de chave, Henin estreará contra a compatriota Kirsten Flipkens. E, caso passe pela estreia, deverá enfrentar logo na segunda rodada a russa Elena Dementieva, quinta cabeça de chave, que começa a competição contra a compatriota Vera Dushevina.

Já Clijsters, que estreará contra uma tenista vinda do torneio qualificatório para a chave principal, tem tudo para avançar sem problemas até as oitavas de final, estágio em que poderá enfrentar a russa Svetlana Kuznetsova, terceira cabeça de chave. Kuznetsova estreia contra a sua compatriota, naturalizada australiana, Anastasia Rodionova.

Entre as outras favoritas, a norte-americana Serena Williams, cabeça de chave número 1 na Austrália, fará a sua estreia contra a polonesa Urszula Radwanska. Se confirmar o seu favoritismo nas quatro primeiras rodadas, Serena poderá ter pela frente nas quartas de final contra a sérvia Ana Ivanovic ou a bielo-russa Victoria Azarenka, listadas como maiores candidatas a avançar.

Além disso, Serena tem chances de encontrar a sua irmã e eterna rival de peso, Venus Williams, na semifinal do Grand Slam. Venus iniciará sua caminhada em Melbourne contra a checa Lucie Safarova.

Já a russa Dinara Safina, cabeça de chave número 2, estreará contra a eslovaca Magdalena Rybarikova e poderá encontrar a sua compatriota Maria Sharapova nas oitavas de final.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.