RIo Open/Fotojump
RIo Open/Fotojump

Sorteio das chaves do Rio Open coloca favoritos no caminho de brasileiros

Matteo Berrettini, sexto do ranking mundial, pode enfrentar o brasileiro Thiago Monteiro.

Redação, Estadao Conteudo

12 de fevereiro de 2022 | 19h25

Os cabeças de chave do torneio de simples e de duplas no Rio Open podem ter rivais brasileiros na estreia, em sorteio neste sábado à tarde. O italiano Matteo Berrettini, número 6 do ranking mundial e principal jogador do torneio, aguardará o vencedor do confronto entre Thiago Monteiro e um tenista vindo do qualifying. Já os jovens Felipe Meligeni e Rafael Matos, que receberam convite, vão enfrentar na estreia a dupla campeã de 2020 e principal cabeça de chave, formada pelo argentino Horacio Zeballos e pelo espanhol Marcel Granollers. A competição começa nesta segunda-feira, no Jockey Club Brasileiro.

"Minha avó, mãe da minha mãe, é brasileira, mas mora na Itália há 60 anos. Ela nasceu no Rio, cresceu aqui e conheceu meu avô na Itália, quando viajou para lá como turista. Eles se apaixonaram. Ela se sente muito brasileira e desde que eu era pequeno, me contava coisas do Brasil e como essa história tem grande significado para ela e para mim também. Eles falavam comigo em português até eu fazer uns 3 anos, por isso entendo a língua, mas não sei falar muito bem. Tenho muitos amigos aqui, alguns familiares, é um lugar especial e estou feliz de estar aqui", disse Berrettini, empolgado para o Rio Open.

O sorteio foi realizado no Corcovado Club e definiu duelos interessantes já de cara. Campeão da edição 2016, o uruguaio Pablo Cuevas enfrentará o espanhol Pablo Andujar, semifinalista em 2014. Já o vencedor de 2019, o sérvio Laslo Djere, terá pela frente o italiano Lorenzo Sonego.

Cabeça 2, o norueguês Casper Ruud, número 8 do mundo, também saiu na frente na chave e espera o melhor entre o francês Benoit Paire e o argentino Francisco Cerundolo. Enquanto a jovem sensação espanhola Carlos Alcaraz, de 18 anos, enfrentará Jaume Munar, de 24.

Alcaraz venceu sua primeira partida em um torneio nível ATP no Rio Open de 2020, quando tinha 16. "Desde a primeira vez que vim eu cresci muito, tanto como jogador como pessoalmente, e agora acho que já estou consolidado no circuito, já me conhecem e me considero mais um jogador. Acho que sou capaz de fazer grandes coisas", disse Alcatraz, que visitou o Mirante Dona Marta neste sábado.

DUELO BRASILEIRO NAS DUPLAS

A primeira rodada da chave de duplas colocou frente a frente três brasileiros. O mineiro Bruno Soares e seu parceiro, o britânico Jamie Murray, enfrentarão Rogério Dutra Silva e Orlando Luz. Já Marcelo Melo, ao lado do uruguaio Pablo Cuevas, estreará contra a parceria formada pelo mexicano Santiago Gonzalez e pelo argentino Andres Molteni.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.