Suécia é punida por jogar com portões fechados na Davis

Por causa da medida contra Israel, a cidade Malmoe não receberá jogos do torneio pelos próximos cinco anos

AE, Agência Estado

02 Abril 2009 | 11h58

O comitê da Copa Davis anunciou nesta quinta-feira que a federação sueca de tênis será punida por ter jogado com portões fechados diante de Israel, na primeira rodada do Grupo Mundial, entre os dias 6 e 8 de março.

Os suecos terão de pagar multa de US$ 25 mil (cerca de R$ 56 mil), e a cidade de Malmoe não poderá receber partidas da competição pelos próximos cinco anos. Segundo o comitê, caso a Suécia volte a jogar com portões fechados, não poderá mais escolher o lugar onde sediar suas partidas.

A federação sueca decidiu não vender ingressos para o confronto com Israel sob alegação de que poderia haver protestos contra os adversários. Os dirigentes disseram que não tinha condições de garantir a segurança dos israelenses.

Os próprios tenistas de Israel criticaram a medida. Na quadra, os visitantes venceram por 3 a 2, e garantiram vaga nas quartas-de-final do Grupo Mundial. Na próxima fase, eles enfrentam a Rússia, entre 10 e 12 de julho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.