Suecos reclamam da quadra dos jogos contra a Argentina

Até os tenistas argentinos reclamam da quadra de saibro da Estádio Mary Terán de Weiss, pela Copa Davis

EFE

08 de abril de 2008 | 18h33

O ex-tenista sueco Mats Wilander, capitão da equipe de seu país na Copa Davis, reclamou nesta terça-feira da quadra do Estádio Mary Terán de Weiss de Buenos Aires, palco do confronto deste fim de semana com a Argentina pelas quartas do Grupo Mundial. "A quadra é irregular, lenta e é claro que favorece os argentinos", disse Wilander.O tenista Thomas Johansson, que deve ser o número dois nas simples - é o 62.º colocado do Ranking de Entradas da ATP -, disse que a superfície é "extremamente lenta", mas admitiu que já esperava por isto.Até mesmo os argentinos reclamaram: Guillermo Cañas, que disputa com Juan Mónaco e José Acasuso a vaga de segundo tenista de simples, afirmou que a bola dá alguns quiques estranhos, mas espera que as coisas mudem até sexta.A previsão de chuva e umidade para quinta pode tornar mais pesada a quadra, a mesma utilizada pela Argentina para despachar a Grã-Bretanha por 4 a 1 na primeira rodada.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa Davis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.