Suiça elimina os EUA na Davis

Com um ace, o suíço Roger Federer selou o destino do confronto com os Estados Unidos por uma vaga nas quartas-de-final da Copa Davis. Federer derrotou Jan-Michael Gambill por 7/5, 6/2, 4/6 e 6/2 e deixou a Suíça em vantagem de 3 a 1 na série melhor-de-cinco. Depois, Andy Roddick descontou para os Estados Unidos e superou George Bastl por 6/3 e 6/4. Nas quartas-de-final, os suíços terão pela frente a equipe francesa, que humilhou a Bélgica, na casa do adversário, com um contundente placar de 5 a 0. Hoje, no último dia de disputa, já em clima de amistoso, Arnaud Clement derrotou Filip Dewulf por 6/3 e 7/6 (12/10), enquanto Fabrice Santoro ganhou de Christophe Rochus por 6/4 e 6/4. Na Alemanha, o time da casa conquistou a passagem para as quartas-de-final ao derrotar a Romênia na última partida da série. Nicolas Kiefer bateu Gabriel Trifu por 6/3, 6/1 e 6/4 e os alemães conseguiram, enfim, marcar o terceiro ponto e permanecer no grupo de elite do tênis mundial. Na próxima rodada, a Alemanha enfrentará a Holanda, na casa do adversário. Os holandeses marcaram 4 a 1 na Espanha, campeã de 2000, que agora será obrigada a disputar a repescagem, em setembro, para tentar voltar ao Grupo Mundial. O único ponto espanhol foi marcado por Carlos Moya, que bateu Raemon Sluiter por 6/4 e 7/6 (7/2). Jogando em casa, a Suécia derrotou a República Checa por 3 a 2. Nos jogos de ontem, o sueco Thomas Johansson venceu Jiri Novak por 7/6 (7/0), 6/3, 6/7 (4/7) e 6/2. Em seguida, Bohdan Ulihrach descontou para os checos, batendo Magnus Norman por 6/3, 6/2 e 6/1. Na próxima rodada, o adversário dos suecos será a Rússia, que eliminou a Eslováquia por 3 a 2. Hoje, Dominik Hrbaty bateu Marat Safin por 6/3, 6/1 e 6/4. Yevgeny Kafelnikov deu o ponto decisivo à Rússia com a vitória por 4/6, 4/6, 6/3, 6/2 e 6/2 sobre Karol Kucera.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.