Marco Bertorello/AFP
Marco Bertorello/AFP

Sul-coreano triunfa e avança à semi em torneio para jovens destaques da ATP

Hyeon Chung bate o russo Andrey Rublev na Itália, pelo placar de 3 sets a 0

Estadão Conteúdo

08 Novembro 2017 | 21h38

Em uma campanha surpreendente no Torneio Next Gen ATP Finals, o sul-coreano Hyeon Chung se tornou o primeiro tenista a garantir vaga na semifinal, nesta quarta-feira, ao derrotar o russo Andrey Rublev pelo placar de 3 sets a 0, com parciais de 4/0, 4/1 e 4/3 (7/1), em Milão, na Itália.

+ Estreando na 2ª feira, Melo prevê jogo duro contra rivais da final de Paris

A inovadora competição, para jovens de até 21 anos, é disputado em melhor de cinco sets, mas com formato diferenciado. Vence a parcial o tenista que vencer quatro games. No caso de empate, o tie-break é definido em 4/3. O Next Gen é uma aposta da ATP para testar possíveis mudanças de regra na circuito masculino futuramente.

E, mostrando boa adaptação às novidades do torneio, Hyeon Chung venceu a segunda seguida, nesta quarta. Assim como o ATP Finals, o Next Gen é disputado em formato de dois grupos de quatro tenistas cada. Somente os dois primeiros colocados de cada chave avançam às semifinais. Com duas vitórias em dois jogos, o sul-coreano já está garantido na semifinal.

Outro com dois triunfos no piso rápido de Milão é o croata Borna Coric. Ele derrotou nesta quarta o russo Daniil Medvedev em quatro sets, com parciais de 4/3 (7/5), 2/4, 4/1 e 4/2. Apesar da boa sequência, Coric ainda não se garantiu na semifinal porque o Grupo B segue embolado.

Pela mesma chave, o russo Karen Khachanov superou o norte-americano Jared Donaldson por 4/1, 4/3 (7/3) e 4/2. Khachanov perdera a primeira, mas mostrou reação nesta quarta, mantendo suas chances de classificação.

Situação semelhante vive o canadense Denis Shapovalov, derrotado na estreia. Desta vez, ele derrotou o italiano Gianluigi Quinzi, convidado anfitrião da organização, por 4/1, 4/1, 3/4 (5/7) e 4/3 (7/5). Shapovalov ainda tem chances de ficar com a segunda vaga do Grupo A.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.