José Jácome/EFE
José Jácome/EFE

Surpresa espanhola bate algoz de Thiago Monteiro e é campeão do Torneio de Quito

Roberto Carballes-Baena conquista título no Equador com vitória por 2 sets a 1 sobre Albert Ramos-Vinolas

Estadão Conteúdo

11 de fevereiro de 2018 | 20h34

Em sua quarta edição, o Torneio de Quito, um ATP 250 disputado em quadras de saibro na capital do Equador, tem um novo campeão. Depois de três títulos consecutivos do dominicano Victor Estrella Burgos, que desta vez caiu nas quartas de final, o espanhol Roberto Carballes-Baena, que veio do qualifying, ficou com a taça. E foi de forma surpreendente, pois derrotou o compatriota Albert Ramos-Vinolas, cabeça de chave número 2 e 21.º do ranking, que foi o algoz do brasileiro Thiago Monteiro nas semifinais.

+ Bia Haddad perde 3 match points, cai e Brasil é batido pelo Paraguai na Fed Cup

+ Serena perde em sua volta, mas Estados Unidos avançam à semifinal da Fed Cup

Com as parciais de 6/3, 4/6 e 6/4 - em duas e 27 minutos de jogo -, Roberto Carballes-Baena, atual número 107 do mundo, fechou uma semana perfeita em Quito. Ela começou no último sábado com a disputa do qualifying (duas vitórias). Depois, passou por adversários complicados como os italianos Federico Gaio e Paolo Lorenzi, o chileno Nicolas Jarry e o eslovaco Andrej Martin, este nas semifinais.

Aos 24 anos, Roberto Carballes-Baena teve como o seu melhor ranking a 95.ª posição atingida em agosto de 2016. Até o Torneio de Quito, o espanhol havia conquistado apenas 13 vitórias contra 18 derrotas no circuito profissional, enquanto que seu adversário na final já figura entre os 25 melhores do mundo, tendo sido vice-campeão em do Masters 1000 de Montecarlo em 2017.

NA FRANÇA

O Torneio de Montpellier, um ATP 250 disputados em quadras duras e cobertas na França, teve uma final caseira e Lucas Pouille desbancou o favoritismo de Richard Gasquet para conquistar a quinta taça de sua carreira profissional. O atual número 17 do mundo ganhou por 2 sets a 0 - com parciais de 7/6 (7/2) e 6/4, em 1 hora e 27 minutos.

Apesar de ter melhor ranking - Richard Gasquet é o 33.º colocado -, Lucas Pouille não era o favorito porque o rival já conquistou o título em Montpellier por três vezes e disputou a sua sexta decisão seguida. No confronto direto, Pouille aumenta a vantagem que tem para quatro vitórias em cinco partidas.

Esta foi a quinta conquista da carreira do tenista francês de 23 anos e a segunda dentro de casa, se juntando à conquista no ATP 250 de Metz, dois anos atrás. No ranking a ser atualizado pela ATP nesta segunda-feira, Lucas Pouille deverá ganhar uma posição, indo para o 16.º lugar.

NA BULGÁRIA

Em um duelo de estreantes em finais de ATP, o bósnio Mirza Basic conquistou neste domingo o seu primeiro título da carreira no Torneio de Sófia, um ATP 250 disputado em quadras duras e cobertas na capital da Bulgária, ao superar o romeno Marius Copil.

Atual número 129 do mundo, Mirza Basic, de 26 anos, fez uma partida em grande nível contra Marius Copil, 93.º colocado do ranking, que foi decidida nos detalhes e teve parciais de 7/6 (8/6), 6/7 (4/7) e 6/4, em 2 horas e 19 minutos.

Com o resultado, Mirza Basic se torna o segundo tenista da Bósnia-Herzegovina a conquistar um título de nível ATP em toda a história. O primeiro foi Damir Dzumhur, que conquistou os ATP 250 de Moscou e de São Petersburgo, ambos na Rússia, em 2017.

Tudo o que sabemos sobre:
tênis

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.