Andrew Brownbill/AP
Andrew Brownbill/AP

Surpresa na Austrália, Cibulkova arrasa Radwanska e fará final contra Na Li

Eslovaca é a primeira de seus país a se garantir na final de um dos quatro principais torneios do circuito profissional

Agência Estado

23 de janeiro de 2014 | 08h53

MELBURNE - Depois de ter surpreendido ao eliminar a russa Maria Sharapova nas oitavas de final do Aberto da Austrália, a eslovaca Dominika Cibulkova voltou a assombrar, nesta quinta-feira, ao arrasar a polonesa Agnieszka Radwanska por 2 sets a 0, com parciais de 6/1 e 6/2, e garantir vaga na decisão do Grand Slam realizado em Melbourne.

Vigésima cabeça de chave da competição, a tenista da Eslováquia se credenciou para enfrentar na final a chinesa Na Li, que nesta quinta teve um pouco de trabalho, mas justificou a sua condição de quarta pré-classificada ao derrotar a canadense Eugenie Bouchard por 6/2 e 6/4.

Atual 24ª colocada do ranking mundial, Cibulkova precisou de apenas 70 minutos para desbancar o favoritismo de Radwanska, quinta cabeça de chave, que na última quarta-feira havia eliminado a bielo-russa Victoria Azarenka, atual bicampeã do Aberto da Austrália.

Pela primeira vez na decisão de um Grand Slam em sua carreira, Cibulkova também se tornou a primeira tenista do seu país a se garantir na final de um dos quatro principais torneios do circuito profissional.

Para fazer história, a eslovaca começou com tudo o jogo desta quinta-feira. Ela aproveitou três de cinco chances de quebrar o saque de Radwanska e, ao salvar cinco break points e confirmar todos os seus serviços, garantiu a vantagem inicial de 6/1. Já na segunda parcial, a polonesa chegou a converter um break point, mas sua adversária voltou a conseguir três quebras, desta vez em apenas quatro oportunidades, para fazer o 6/2 que liquidou o confronto.

Já Na Li, atual vice-campeã do Aberto da Austrália, começou arrasadora o seu duelo diante de Bouchard, que pela primeira vez disputava uma semifinal de Grand Slam. A chinesa aproveitou as três chances que teve de quebrar o saque da canadense no primeiro set, no qual chegou a abrir 5/0 e só não aplicou um "pneu" (6/0) porque a sua rival conseguiu converter um break point no sexto game do primeiro set e depois confirmou o seu serviço no sétimo. Em seguida, a tenista oriental fechou em 6/2.

No segundo set, que durou 58 minutos e foi bem mais equilibrado, Bouchard obteve duas quebras de saque, mas Na Li converteu três de sete break points e fez valer a sua condição de quarta colocada do ranking mundial diante da atual 31ª tenista da WTA, que só contabilizou 10 bolas vencedoras ao total no jogo, contra 35 de sua rival.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.