Técnico deixa aberta a possibilidade de Hewitt voltar e jogar a Davis

O treinador da Austrália na Copa Davis, Jason Stoltenberg, indicou que Lleyton Hewitt, o novo capitão da equipe, pode jogar neste fim de semana no confronto com o Estados Unidos, pela primeira rodada do Grupo Mundial da Copa Davis, devido à possível ausência de Nick Kyrgios, que está com uma virose.

Estadão Conteúdo

02 de março de 2016 | 10h20

Se assim for, ele vai ter uma das mais curtas aposentadoria do esporte. Dono de dois títulos dos torneios do Grand Slam, Hewitt encerrou sua carreira de 20 anos no Aberto da Austrália, em janeiro, após ser eliminado na segunda rodada.

"Ele pensou que estava aposentado, mas está batendo mais forte do que esses caras", disse Stoltenberg, nesta quarta-feira. "É provavelmente a primeira vez que um capitão tem realmente que se preparar como se pudesse jogar. Ele é um grande homem de equipe fará o que for preciso, jogar ou ficar sentado ao lado. Não esperamos que ele jogue, mas temos que esperar para ver durante as próximas 24 horas".

Kyrgios sofre com uma virose, classificada como "terrível" pela sua mãe, desde que abandonou a sua partida com o suíço Stan Wawrinka, na semana passada, pelas semifinais do Torneio e Dubai. Sam Groth, que deve formar dupla com John Peeers, poderia se ver forçado a atuar também em simples, pois, além do problema de Kyrgios, Bernard Tomic está com dores no pulso.

As equipes da Austrália e dos Estados Unidos precisam definir suas escalações oficiais para o confronto nesta quinta-feira, antes do sorteio das partidas da série.

Tudo o que sabemos sobre:
Lleyton HewittTênisCopa Davis

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.