Suzanne Plunkett/Reuters
Suzanne Plunkett/Reuters

Teliana derrota Schiavone na estreia no Torneio de Bogotá

Brasileira desbanca 'favorita' em apenas 1 hora e 6 minutos

Estadão Conteúdo

14 de abril de 2015 | 14h29

A brasileira Teliana Pereira ampliou a sua boa fase com uma expressiva vitória nesta terça-feira. Na sua estreia no Torneio de Bogotá, a 130ª colocada no ranking da WTA derrotou a experiente Francesca Schiavone, hoje apenas a número 70 do mundo, por 2 sets a 0, com parciais de 6/1 e 6/4, em 1 hora e 6 minutos.

Campeã de Roland Garros em 2010, Schiavone está longe dos melhores momentos da sua carreira, mas ainda assim entrou no Torneio de Bogotá como a cabeça de chave número 4. Na sua estreia, porém, acabou sucumbindo diante de Teliana, que na última semana faturou o título do ITF de Medellín.

Nesta terça, Teliana foi soberana no primeiro set, se aproveitando das dificuldades da italiana para colocar o seu primeiro serviço em quadra - fez isso apenas sete vezes e perdeu quatro pontos desse modo. Schiavone ainda venceu o primeiro game, mas depois a brasileira ganhou seis seguidos, com três quebras de serviço, para fechar a parcial em 6/1.

Já o segundo set foi mais equilibrado, com ambas as tenistas oscilando, tanto que a parcial teve cinco break points convertidos em dez games disputados. Elas trocaram quebras de serviço entre o quarto e o sétimo games, sendo duas para cada. Depois, no décimo game, foi a vez de Teliana conseguir mais uma quebra de saque, fechando a parcial em 6/4 e o jogo em 2 sets a 0.

Classificada para as oitavas de final em Bogotá, Teliana agora espera a definição da sua próxima adversária, que sairá do duelo entre a austríaca Patricia Mayr-Achleitner e a luxemburguesa Mandy Minella.

E além dela, o Brasil tem outra representante no torneio colombiano. Após derrotar a colombiana Maria Fernanda Herazo Gonzalez, Bia Haddad Maia vai encarar a espanhola Lourdes Dominguez Lino.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.