Cristiano Andujar/ Reprodução
Cristiano Andujar/ Reprodução

Teliana e Gabriela Cé estreiam com vitória no WTA de Florianópolis

Outras 3 brasileira caíram na 1ª rodada do torneio

Estadão Conteúdo

28 de julho de 2015 | 19h41

O Brasil conquistou suas duas primeiras vitórias na chave de simples no WTA de Florianópolis, disputado no saibro do Costão do Santinho, nesta terça-feira. Teliana Pereira, de virada, e Gabriela Cé, salvando match point, venceram na estreia e avançaram às oitavas de final.

A número 1 do Brasil e 78 do mundo superou uma batalha de 3h04min de duração em sua estreia. Com uma grande virada, Teliana bateu a argentina Maria Irigoyen, atual 147ª do ranking por 2 sets a 1, com parciais de 6/7 (3/7), 6/3 e 7/5.

Para vencer na estreia, Teliana precisou superar a irregularidade no saque. Ao todo, ela cometeu sete duplas faltas e cedeu 18 break points - a rival argentina converteu seis deles. A brasileira compensou as hesitações no saque com aproveitamento total de suas chances. Quebrou o serviço nas oito oportunidades cedidas pela adversária.

Nas oitavas de final, a brasileira vai enfrentar pela primeira vez no circuito a japonesa Risa Ozaki. Para avançar, a número 135 do mundo venceu nesta terça a venezuelana Andrea Gamiz por 6/7 (8/10), 6/4 e 6/3.

Antes de Teliana obter sua primeira vitória em Florianópolis, Gabriela Cé salvou um match point antes de vencer a holandesa Cindy Burger, por 2 sets a 1, com parciais de 4/6, 7/6 (8/6) e 6/2, em 2h40min. Foi apenas a segunda vitória da brasileira de 22 anos em torneios de nível WTA.

Ao fim da partida, Gabriela revelou que aproveitou o conhecimento sobre a adversária para salvar um match point. "Por conhecer e já ter jogado contra ela, eu sabia que ela é uma pessoa que sente a pressão para ganhar o jogo. Pensei em jogar o ponto de qualquer jeito e, se ela ganhasse, estaria de parabéns. Se não, eu estaria pronta para voltar para o jogo", comentou.

Nas oitavas, a tenista número 249 da WTA vai encarar a polonesa Paula Kania, cabeça de chave número 8 e 134ª tenista do ranking.

Teliana e Gabriela foram as únicas tenistas da casa a vencer na chave de simples nesta terça. Paula Gonçalves, Carolina Meligeni Alves e Luisa Stefani foram eliminadas logo na primeira rodada.

Paula foi quem teve mais dificuldade na estreia. Ela entrou em quadra no sacrifício porque ainda se recuperara da fratura dedo mínimo da mão esquerda. Acabou levando um "pneu" da paraguaia Veronica Cepede Royg, por 6/0 e 6/3.

"Dificultou bastante, foi um pouco de azar. Estava me sentindo bem, muito motivada para este torneio. Tive que mudar minha tática em função do que aconteceu no meu dedo. Fiz o meu melhor. Não sai com a vitória, mas fiquei feliz por pelo menos poder jogar e fazer o meu melhor nas condições que eu tinha", declarou Paula Gonçalves.

Carolina Alves foi derrotada pela alemã Annika Beck, terceira cabeça de chave, por 6/1 e 6/2, enquanto Luisa Stefani foi superada pela romena Ana Bogdan, por 6/3 e 6/2. Annika Beck vai enfrentar a francesa Alize Lim nas oitavas. Bogdan terá pela frente a norte-americana Bethanie Mattek-Sands, quinta cabeça de chave. Ela superou nesta terça Mandy Minella, de Luxemburgo, por 5/7, 6/3 e 6/4.

Também avançaram às oitavas de final a espanhola Maria-Teresa Torro-Flor, a alemã Laura Siegemund, a búlgara Elitsa Kostova, a checa Tereza Martincova e a leta Anastasija Sevastova.

AZERBAIJÃO

No Torneio de Baku, a japonesa Kurumi Nara, quarta cabeça de chave, foi eliminada nesta terça, pela ucraniana Olga Savchuk por 6/3 e 6/2. Já a russa Vitalia Diatchenko, sétima pré-classificada, avançou às oitavas ao superar a usbeque Nigina Abduraimova por 6/3 e 6/4. Terá pela frente agora a experiente belga Kirsten Flipkens, que despachou a turca Cagla Bueyuekakcay por 6/1, 6/7 (3/7) e 6/4.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.