Cristiano Andújar/Divulgação
Cristiano Andújar/Divulgação

Teliana estreará contra russa 13ª cabeça de chave no US Open

Brasileira é a melhor colocada no ranking da ATP, em 53ª

Estadão Conteúdo

27 Agosto 2015 | 15h37

Teliana Pereira conheceu nesta quinta-feira sua adversária de estreia no US Open, que terá início na segunda-feira, em Nova York. A número 1 do Brasil, e 53ª do ranking, estreará no quarto e último Grand Slam da temporada contra a russa Ekaterina Makarova, 13ª cabeça de chave e semifinalista em 2014. As favoritas Serena Williams, Simona Halep e Maria Sharapova também conheceram suas rivais de estreia e seus caminhos na chave até a final.

Será apenas a segunda vez que Teliana enfrentará Makarova no circuito profissional. O primeiro duelo foi justamente neste ano, em Roland Garros. A russa levou a melhor em três sets, na segunda rodada. No US Open, a brasileira ainda tenta vencer a primeira na chave principal. Seu melhor resultado foi obtido em 2014 quando estreou direto na chave, porém com derrota.

"Sei que vai ser um jogo duro, mas quero entrar para fazer o meu melhor e sair com um bom resultado", prevê Teliana, confiante após mostrar bom desempenho contra a russa em Roland Garros. "Fiz um ótimo jogo em Paris. Mas as condições eram diferentes. O jogo foi no saibro e agora aqui em Nova York é quadra rápida. Mas cheguei bem preparada e tenho alguns dias para treinar no US Open mesmo."

Enquanto Teliana tentará melhor seu rendimento na quadra rápida de Nova York, a local Serena Williams vai entrar na disputa sonhando grande. A número 1 do mundo busca o sétimo título do US Open e, ainda mais histórico, ela quer fechar o Grand Slam neste ano (já venceu o Aberto da Austrália, Roland Garros e Wimbledon em 2015).

Para tanto, iniciará a disputa em Nova York contra a russa Vitalia Diatchenko, 86ª do ranking da WTA. Na segunda rodada, poderá pegar a croata Mirjana Lucic-Baroni e, na sequência, tem boas chances de cruzar com a local Sloane Stephens, representante da nova geração americana e frequentemente comparada com a própria Serena.

A chave começa a endurecer a partir das oitavas de final. Sua possível adversária é a experiente polonesa Agnieszka Radwanska. Na sequência, Serena poderá cruzar com a suíça Belinda Bencic, sua algoz em Toronto, há duas semanas, ou com a irmã Venus Williams. Na semifinal, a líder do ranking tem como provável rival a russa Maria Sharapova.

Sharapova será terceira cabeça de chave em Nova York porque perdeu a vice-liderança do ranking na semana passada. Assim, pode cruzar com Serena antes da final. Antes disso, porém, começará sua participação em Nova York contra a australiana Daria Gavrilova. Na terceira rodada, pode cruzar com a compatriota Svetlana Kuznetsova. Nas oitavas, Sharapova teria outra russa pela frente, Ekaterina Makarova. E, nas quartas, podem surgir as sérvias Ana Ivanovic e Jelena Jankovic e a canadense Eugenie Bouchard.

Na outra ponta da chave, a romena Simona Halep estreará contra a neozelandesa Marina Erakovic. Se confirmar o favoritismo, a segunda cabeça de chave poderá cruzar com a checa Petra Kvotiva na semifinal. A tenista da República Checa vai enfrentar na rodada de abertura uma rival do qualifying, ainda não definida.

A bielorrussa Victoria Azarenka, finalista do US Open em 2012 e 2013, pegará a checa Lucie Hradecka na primeira rodada. Depois, na terceira, pode cruzar com a alemã Angelique Kerber. Nas quartas de final, tem boas chances de encarar Halep.

DUPLAS 

Além de única representante na chave de simples, Teliana disputará as duplas no US Open. Sua parceira será a romena Andrea Mitu. As futuras rivais de Teliana e Andrea ainda não foram definidas.

Mais conteúdo sobre:
TênisUS OpenSerenaTeliana

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.