Leonardo Muñoz/ EFE
Leonardo Muñoz/ EFE

Teliana fatura 1º título na WTA e encerra jejum brasileiro de 27 anos

Nº 1 do Brasil derrota casaque Yaroslava Shvedova por 2 sets a 0

Estadão Conteúdo

19 de abril de 2015 | 15h05

Teliana Pereira fez história neste domingo ao conquistar seu primeiro título de nível WTA e encerrar um jejum de 27 anos do tênis feminino brasileiro. A número 1 do Brasil se sagrou campeã do Torneio de Bogotá, na Colômbia, ao vencer na final a casaque Yaroslava Shvedova pelo placar de 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/2) e 6/1.

O Brasil não tinha uma campeã no circuito da WTA desde abril de 1988, quando Niege Dias faturou o título no saibro de Barcelona. Teliana já havia quebrado marcas importantes do tênis feminino brasileiro ao romper a barreira do Top 100 do ranking e vencer uma partida na chave principal de um Grand Slam.

Com a sequência de vitórias no saibro de Bogotá, Teliana deve dar um salto na lista da WTA. Da atual 130ª colocação, ela vai aparecer próxima à 80ª posição no ranking que será atualizado nesta segunda-feira. Será sua melhor posição da carreira.

Neste domingo, a brasileira confirmou o bom momento que vive em Bogotá. Ela começou na frente ao faturar a primeira quebra de saque da partida. No entanto, cedeu o empate e acabou levando a virada. O jogo, então, ganhou em equilíbrio e foi decidido no tie-break, com vantagem de Teliana.

Embalada, a número 1 do Brasil teve um início de segundo set fulminante. Ela obteve duas quebras em sequência e abriu 5/0, diante dos seguidos erros da adversária. Perto de fechar o jogo, ela sofreu uma quebra, mas não perdeu o ritmo e buscou a vitória e o título no game seguinte.

O troféu coroou uma grande campanha da brasileira na Colômbia. Logo na estreia ela derrotou a italiana Francesca Schiavone, campeã de Roland Garros em 2010. Depois eliminou a especialista em saibro Lourdes Dominguez Lino e bateu na semifinal a ucraniana Elina Svitolina, atual 27ª do ranking.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.