Cristiano Andujar/Divulgação
Cristiano Andujar/Divulgação

Teliana festeja título em Florianópolis e vaga no Top 50 do ranking

Brasileira conquista título após fazer 2 sets a 1 em cima de alemã

Estadão Conteúdo

01 Agosto 2015 | 16h32

Teliana Pereira não escondeu a alegria por se sagrar campeã do WTA de Florianópolis, neste sábado, no Costão do Santinho. A número 1 do Brasil levantou o troféu após derrotar a alemã Annika Beck, 68ª do ranking, por 2 sets a 1, com parciais de 6/4, 4/6 e 6/1. "É o dia mais feliz da minha vida", comemorou Teliana.

A comemoração teve tom de alívio porque a brasileira precisou superar problemas físicos para poder competir diante da torcida. Há duas semanas, dores no joelho direito a tiraram do Torneio de Bad Gastein, na Áustria. E ela virou dúvida para entrar na chave de Florianópolis.

"Cheguei aqui sem saber se iria jogar. Foi uma semana muito difícil. Tive que superar muita coisa", disse a tenista, que também enfrentou uma gripe nesta semana. "Há uns três dias estou gripada e sabia que precisava esquecer o cansaço no terceiro set e ir para cima, sem pensar em mais nada."

A festa foi grande também por causa da torcida. Nas arquibancadas, Teliana contou com o apoio da família e dos amigos mais próximos. "Minha família tem uma história muito bonita, de onde a gente saiu, tudo que a gente conquistou, que a gente batalhou. Estou muito feliz. Passei por momentos muito difíceis, lesões. Para voltar a jogar, foi difícil", comentou a brasileira, que precisou superar a origem humildade e problemas físicos para competir em alto nível no circuito profissional.

"Temos uma história muito bonita, do lugar onde saímos e por tudo que passamos. Eu também passei por momentos difíceis na carreira, por isso me identifico quando a torcida me chama de guerreira", declarou Teliana. A brasileira ainda comemorou uma grande meta alcançada neste sábado: entrar para o Top 50 do ranking. Com os 280 pontos conquistados em Florianópolis, a brasileira deve aparecer na 48ª colocação na lista a ser atualizada nesta segunda-feira.

"O objetivo do ano era terminar entre as 50 melhores. Estou muito feliz por ter atingido essa marca. Não quero criar expectativas. Quero agora curtir este momento", afirmou Teliana, que faturou o segundo título de WTA na carreira - o primeiro foi em Bogotá, em abril. "Depois de Bogotá não tive muito tempo para comemorar, agora vou aproveitar."

Depois de comemorar a conquista, a tenista voltará ao circuito no fim do mês para disputar o Torneio de New Haven, também de nível WTA, a partir do dia 23 de agosto. A competição serve de preparação para o US Open, último Grand Slam da temporada, com início em 31 de agosto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.