Teliana perde nas duplas e não fura quali de Wimbledon

Brasileira foi derrotada por Stephanie Foretz Gacon e Eva Hrdinova por 2 sets a 1, com 6/4, 3/6 e 9/7

AE, Agência Estado

20 de junho de 2013 | 16h29

LONDRES - Depois de ser eliminada na segunda rodada do qualifying da chave feminina de simples de Wimbledon, na última quarta-feira, a brasileira Teliana Pereira deu adeus nesta quinta às chances de participar desta edição do Grand Slam inglês e do primeiro de sua carreira. Atuando ao lado da colombiana Mariana Duque-Marino, ela caiu na segunda e última fase do quali da chave de duplas da competição ao ser derrotada pela francesa Stephanie Foretz Gacon e pela checa Eva Hrdinova, que ganharam por 2 sets a 1, com 6/4, 3/6 e 9/7.

Anteriormente, Teliana e a tenista da Colômbia passaram pela japonesa Misaki Doi e pela portuguesa Maria João Koehler por 2 sets a 1, com 7/6 (7/4), 4/6 e 6/3, na primeira fase do qualifying. Porém, desta vez amargaram uma derrota em jogo bastante equilibrado diante das cabeças de chave número 1 desta fase da competição.

Atual 123.ª colocada do ranking mundial, Teliana caiu na segunda rodada do quali de simples em Wimbledon ao perder de virada da belga An-Sophie Mestach, a 184.ª do mundo, que venceu com parciais de 6/7 (4/7), 7/5 e 6/1. Antes disso, a tenista número 1 do Brasil derrotou a britânica Amanda Carreras por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 7/5.

Ao ser eliminada desta nova disputa nesta quinta-feira, Teliana não conseguiu quebrar dois jejuns do tênis feminino brasileiro em torneios de Grand Slam. O Brasil não tem uma representante na chave feminina de simples de um Grand Slam desde 1993, quando Andrea Vieira foi eliminada na primeira rodada do US Open. Já em duplas, a última brasileira a jogar um dos quatro torneios mais importantes do circuito profissional foi Maria Fernanda Alves, que disputou o Aberto da Austrália de 2005.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisWimbledonTeliana Pereira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.