Gonzalo Fuentes/Reuters
Gonzalo Fuentes/Reuters

Teliana retorna após 8 meses, mas perde na estreia de torneio em São Paulo

Tenista brasileira é derrotada por paraguaia pelo placar de 2 sets a 0

Estadão Conteúdo

28 de fevereiro de 2018 | 22h14

Após oito meses, a tenista Teliana Pereira enfim voltou às quadras na noite desta quarta-feira. A ex-número 1 do Brasil fez seu retorno no Torneio Internacional de Tênis Feminino, no Esporte Clube Pinheiros, em São Paulo. Mas acabou sucumbindo à falta de ritmo. Ela foi eliminada logo na estreia da competição de premiação de US$ 25 mil (cerca de R$ 81 mil).

+ Rogerinho vence mais uma nas duplas e vai à semifinal no Brasil Open

+ Atual tricampeão, Cuevas estreia com vitória sobre austríaco no Brasil Open

Ela foi derrotada no saibro da competição paulistana pela paraguaia Montserrat Gonzalez, atual 367ª do ranking, pelo placar de 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/4. Teliana chegou a abrir 4/1 no segundo set, mas não conseguiu manter o ritmo até o fim da parcial.

"Senti muito a falta de ritmo de jogo e não consegui sentir bem a bola. Saí de quadra frustrada, mas ao mesmo tempo muito feliz por estar competindo novamente. A gente sempre quer ganhar, mas a falta de ritmo pesou", avaliou a brasileira, ao fim da partida.

Teliana, que já foi a 43ª do mundo, ficou afastada do circuito nos últimos meses para cuidar de assuntos pessoais. Neste período, ela se casou e renovou a disposição de seguir disputando o circuito profissional. Ela não jogava desde junho do ano passado, quando disputou o ITF de Montpellier, na França.

Dona de dois títulos de nível WTA, a brasileira ocupa atualmente a 441ª posição do ranking. Com a queda precoce em São Paulo, ela retornará à Curitiba, onde mora, para seguir com seus treinos. Suas próximas competições serão disputadas na Itália e na Tunísia a partir da segunda quinzena de março.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisTeliana Pereira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.