Tênis: Austrália prefere não arriscar na Davis

Sem surpresas nas escalaçõesdos times de Brasil e Austrália, Gustavo Kuerten vai fazer ojogo de abertura diante de Patrick Rafter, nesta sexta-feira, às10 horas, em confronto válido pelas quartas-de-final do GrupoMundial da Copa Davis. A seguir, Fernando Meligeni, já garantindo estarrecuperado da torção no tornozelo esquerdo, irá enfrentar otenista número 1 australiano. A arena montada na avenida BeiraMar Norte, em Florianópolis, com capacidade para mais de dez milpessoas, promete ferver em jogos com todos os ingredientes paraserem emocionantes. A Austrália preferiu não arriscar e jogar uma cartadadecisiva no primeiro dia de jogos. Assim, o técnico JohnFitzgerald disse que não teve dúvidas em definir Lleyton Hewitte Patrick Rafter como titulares, embora tenha pensado napossibilidade de colocar Wayne Arthurs para enfrentar Guga naprimeira rodada. O capitão australiano preferiu deixar Arthurs como opçãopara a duplas - ao lado de Rafter - para explorar o seu bomsaque e voleios. Para o Brasil, a definição do sorteio pode serconsiderada favorável. Com Guga abrindo o confronto às 10 horas,Fernando Meligeni ganha mais algumas horas para recuperar-se datorção no tornozelo esquerdo, embora o jogador tenha sidocategórico em afirmar que não sente mais qualquer problema."Estou totalmente recuperado e pronto para ´voar´ na quadracontra o Hewitt." Guga, o número 1 do Brasil, também ficou satisfeito emfazer o jogo de abertura. Para ele, esta primeira partida émuito importante, pois pode abrir as portas da classificaçãopara as semifinais. Sabe que o seu ponto diante de Rafter podeser, inclusive, decisivo. "Já estou acostumado a abrir confrontos da Davis",disse Guga. "Estou muito motivado e acho que posso conquistareste primeiro ponto, que é importante." Além de estabelecer osjogos desta sexta-feira, o sorteio realizado em Florianópolistambém definiu que a dupla brasileira será mesmo a de Guga comJaime Oncins, parceria que já conseguiu resultados brilhantes naDavis. Os australianos colocaram dois bons sacadores evoleadores, Rafter e Wayne Arthurs. Esta escalação é um poucosurpreendente, pois Rafter e Hewitt vêm jogando juntos há váriostorneios com bons resultados. Semana passada, esta duplaaustraliana chegou as semifinais do Ericsson Open. Mas, como dizo regulamento da Davis, os jogadores da partida de sábado podemser substituídos até uma hora antes do início da partida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.