Tênis: Banana Bowl será em São José

Está lá na página da Federação Internacional de Tênis (ITF) na Internet. Esta semana será disputado em São Paulo o 35º Banana Bowl, torneio juvenil, uma das nove competições do Grupo A, ao lado de torneios do Grand Slam. A categoria principal, dos 18 anos, última fase antes de o jogador tornar-se profissional, que vinha sendo disputada no Clube Pinheiros, este ano passou para a Associação Esportiva São José e Tênis Clube São José, em São José dos Campos. Tenistas que depois se tornaram ídolos mundiais passaram pelo torneio nessas 35 edições - Gabriela Sabatini, Gustavo Kuerten, John McEnroe, Yannick Noah, Ivan Lendl e Andy Roddick, campeão em 2000.Este ano a ITF destaca a participação de Dusan Lojda, da República Checa, além dos brasileiros André Miele e Raony Carvalho. No feminino, os destaques são Dominika Cibulkova, de 15 anos, da Eslováquia. Ela é cabeça-de-chave número 1 da competição. E também Bibiane Schoofs, da Holanda, e Giulia Gabba, da Itália.Cibulkova é uma das mais simpáticas, mas também se mostra muito concentrada e seguindo os passos de outras jogadoras do Leste Europeu que vêm invadindo o topo da classificação mundial. "Acho que países que não tinham muita tradição nem muitas tenistas no circuito profissional começaram a revelar muitos nomes, as jogadoras conquistaram títulos importantes a gente passou a ter um ídolo. A (Maria) Sharapova (russa atual campeã de Wimbledon), a (Anastasia) Myskina (outra russa atual campeã de Roland Garros), todas viraram exemplos para todas nós", afirma.Cibulkova, porém, diz que gosta muito do estilo de jogo da belga Kim Clijsters. "Tenho um jogo muito parecido com o dela, gosta de quadra rápida e força", afirma. Não é a primeira vez que Cibulkova joga o Banana Bowl. "No ano passado perdi na primeira rodada. Mas este ano estou muito melhor", afirma. São José esta semana será o lar dessas promessas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.