Tênis: Serena será a número 1 na 2ª

Chegou a vez de Serena, a irmã mais nova entre as Williams, ocupar o primeiro lugar no ranking mundial. Para celebrar, ela recebeu neste sábado o troféu de Wimbledon, derrotando Venus por 7/6 (7-4) e 6/3, em 1h18. Nesta segunda-feira, oficialmente, Serena será indicada como primeira do ranking. Serena, de 20 anos, agora é a número 1 do mundo, além de ter recebido mais um cheque, engordando sua conta bancária em US$ 739 mil. Venus, de 22, será a número 2 e embolsou US$ 370 mil. O prêmio foi entregue pela princesa Alexandra. Pela primeira vez em 25 anos a duquesa de Kent trocou a cerimônia por um noivado na família, segundo comunicado oficial. Os olhos e a face de Serena durante toda a partida refletiam sua fúria e ambição em conseguir o título do torneio. Ela encerrou uma seqüência de 20 vitórias seguidas da irmã no All England Club de Londres. Depois, já com o troféu na mão, ela disse o que pensou no jogo. ?É agora ou nunca.? Venus admitiu que sua irmã foi muito melhor. Foi o segundo duelo entre irmãs em Wimbledon. O anterior foi em 1884, entre Maud e Lilian Watson. Maud venceu por 6/8, 6/3 e 6/3. O jogo deste sábado foi visto por Martina Navratilova, nove vezes campeã da competição na década de 80. ?Só a melhor Steffi Graf dos anos 90 poderia fazer frente a qualquer uma delas, hoje, no circuito profissional?, afirmou Navratilova.Venus falhou no serviço - Independentemente do grande poder de Serena nesta final, Venus contribuiu falhando no saque. Venus tem um saque brutal, que mutila qualquer poder de reação de suas rivais. Mas desta vez, talvez pela pressão, cometeu seis duplas faltas e errou bolas fáceis.Serena, tranqüila e relaxada, sabia que a oportunidade estava chegando. Sua concentração esteve no ponto. E jogou um tie-break com uma frieza que intimidou a irmã. Assim, ela foi tramando a quarta vitória em nove encontros com Venus, para se vingar da derrota nas semifinais, no mesmo torneio, há dois anos. No segundo set, Venus continuou com problemas no seu saque e cada vez mais aturdida com os contra-ataques de Serena, que se colocou com facilidade em vantagem de 4/2. Na seqüência, Serena perdeu seu serviço, mas o recuperou no oitavo game. Ela depois confirmou sua vitória na primeira oportunidade que teve. Estendeu os braços e olhou para a arquibancada, onde estava a mãe das duas, Oracene. Venus abaixou a cabeça e se limitou a aplaudir. Repetindo Roland Garros - Serena havia derrotado a irmã na final do torneio anterior do Grand Slam, no saibro de Roland Garros, há cerca de um mês. E conseguiu mudar da lentidão do saibro para a rapidez da grama como se fosse uma coisa comum. O brasileiro Gustavo Kuerten, como a maioria dos jogadores especialistas em piso de saibro, tem dificuldade para se equilibrar nessa mudança de terreno em um espaço tão curto de tempo. Venus Williams havia vencido em Wimbledon em 2000 e 2001. Se vencesse neste sábado igualaria um feito da alemã Steffi Graf, ganhadora de sete títulos no torneio, três deles seguidos, em 1991, 1992 e 1993. Serena teve um desempenho espetacular em Wimbledon. Não perdeu um set sequer ? o que só foi conseguido por 26 mulheres em toda a história da competição. Chegou ao 16º título individual de sua carreira, o quinto na temporada ? os outros foram conquistados em Scottsdale, Key Biscayne, Roma e Roland Garros. Ela tem ainda o título do Aberto dos Estados Unidos, vencido em 1999. A brasileira Maria Esther Bueno, hoje com 62 anos, foi campeã do torneio em 1959, 1960 e 1964 e vice em 1965 e 1966.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.