Tenista alemão Maximilian Abel é pego por uso de cocaína

Atleta dá positivo em exame antidoping e agora aguarda julgamento para conhecer punição

Efe,

17 de março de 2008 | 12h36

O tenista alemão Maximilian Abel deu positivo por cocaína num exame feito em setembro de 2007, durante a disputa de um torneio na cidade francesa de Metz. O próprio Abel reconheceu o fato em declarações publicadas na edição desta segunda-feira do jornal Bild. "Sim, dei positivo por cocaína. Na semana passada conversei com Stuart Miller [responsável pelo setor de doping da Federação Internacional de Tênis]. Não quero dar mais detalhes, pois o processo está em andamento", disse o tenista. Segundo a publicação, a Federação Alemã de Tênis (DTB) ainda não foi informada, o que ocorrerá apenas quando a federação internacional se pronunciar. Em 1999, Abel foi vice-campeão do Orange Bowl, um dos maiores torneios do mundo na categoria juvenil. Naquele ano, ele perdeu a disputa para o americano Andy Roddick - atual sexto do Ranking de Entradas da ATP. O alemão conseguiu sua melhor colocação no tênis masculino profissional em 2003, ao atingir a 183.ª posição. Atualmente, ele está em 953.º lugar.

Tudo o que sabemos sobre:
ATPdoping

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.