Twitter/Nicolas Kicker
Twitter/Nicolas Kicker

Tenista argentino é suspenso por 6 anos por manipulação de resultados

Nicolas Kicker também é multado em US$ 25 mil (cerca de R$ 93 mil) por irregularidades em dois torneios de nível challenger

Estadão Conteúdo

19 Junho 2018 | 22h54

O tenista argentino Nicolas Kicker foi suspenso nesta terça-feira por seis anos por conta de manipulação de resultados. O atual número 100 do mundo foi ainda multado em US$ 25 mil (cerca de R$ 93 mil). A punição poderá ser reduzida para três anos se o atleta não cometer novas infrações.

+ Em Birmingham, Muguruza e Kvitova estreiam com vitórias na temporada de grama

+ Federer vence fácil na estreia em Halle e pegará 'freguês' francês na 2ª rodada

A sanção foi anunciada pela Unidade de Integridade do Tênis (TIU, na sigla em inglês), entidade que é vinculada à Federação Internacional de Tênis e à ATP e WTA. A infração cometida pelo tenista havia sido divulgada inicialmente no mês passado, mas a punição somente nesta terça.

A decisão já havia tirado o argentino de Roland Garros, disputado no mês passado, em Paris. Ele foi condenado por um painel anticorrupção que constatou que o tenista de 25 anos participou da manipulação de resultados em dois torneios de nível challenger, em 2015.

A punição também levou em conta que o jogador não colaborou com a TIU durante as investigações. Com a decisão, ele não poderá disputar nenhum torneio por três anos. Atual 100º do mundo, o tenista já foi número 78 do ranking.

 

 

Mais conteúdo sobre:
tênis Nicolas Kicker

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.