Tenista brasileiro é suspenso por 3 anos e 9 meses por doping

Américo Lanzoni Netto terá que se afastar do tênis até o fim de março de 2020

Estadão Conteúdo

21 de julho de 2017 | 15h02

O tenista brasileiro Américo Lanzoni Netto foi suspenso por três anos e nove meses nesta sexta-feira, por doping. Ele foi punido pela Federação Internacional de Tênis (ITF) em decisão retroativa a 24 de junho do ano passado. Assim, terá que se afastar do tênis até o fim de março de 2020.

Ele sofreu a dura punição por ter sido flagrado em exame antidoping realizado durante disputa de um torneio de nível challenger, em São Paulo, em abril do ano passado. Lanzoni Neto deu positivo para a substância 19-norandrosterona, que é proibida pela Agência Mundial Antidoping por ser um metabólito da nandrolona, que vem a ser um anabolizante derivado da testosterona.

O atleta de 28 anos não tem resultados de expressão no circuito challenger e nunca somou pontos no ranking da ATP. Sua melhor performance aconteceu nas duplas. Chegou a figurar na 1.460ª colocação da ATP, em maio de 2011.

Tudo o que sabemos sobre:
tênis

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.