Tenista Ivo Minar leva 8 meses de suspensão por doping

Checo alegou que substância proíbida estava em um suplemento alimentar; apesar disso, ITF manteve punição

AE-AP, Agencia Estado

14 de outubro de 2009 | 12h43

O tenista checo Ivo Minar foi suspenso por oito meses nesta quarta-feira, após ter sido flagrado em exame antidoping com uma substância proibida depois de um jogo pela Copa Davis, contra a Argentina, pelas quartas de final da competição, no dia 11 de julho deste ano.

A Federação Internacional de Tênis (ITF) informou que o exame de Minar, que ocupa hoje a 73.ª posição no ranking mundial, acusou o uso do estimulante methylhexanamine. O tenista alegou que a substância foi detectada por causa do uso de um suplemento alimentar, mas a ITF manteve a punição, alertando que os atletas precisam se certificar do conteúdo dos suplementos antes de utilizá-los.

A entidade que controla o tênis masculino mundial avisou ainda que o jogador terá de devolver a premiação que recebeu por ter participado dos torneios de Stuttgart e Hamburgo, na Alemanha, e Gstaad, na Suíça. Minar foi eliminado na primeira rodada nas três competições, mas recebeu o total de 11,2 mil euros pelas participações.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisdopingIvo MinarCopa Davis

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.