Divulgação/Reuters
Divulgação/Reuters

Tenista Naomi Osaka ganha versão Barbie; veja outras atletas que viraram boneca

Número 2 do mundo, tenista de 23 anos estrela nova ação da Mattel para trazer maior diversidade a seus brinquedos

Redação, O Estado de S.Paulo

12 de julho de 2021 | 20h30

A quatro vezes campeã do Grand Slam Naomi Osaka agora tem sua própria linha de bonecas Barbie. A tenista número 2 do mundo de 23 anos, que usou sua posição para chamar a atenção para questões de violência policial e desigualdade racial, foi escolhida pela Mattel para estrelar o novo esforço da empresa para tornar seus brinquedos mais diversificados.

"É uma honra fazer parte da série Barbie e lembrar às meninas que elas podem fazer a diferença no mundo. Quero que as meninas em todos os lugares se sintam capacitadas para sonhar grande", disse Osaka. 

A parceria entre a Mattel e a japonesa Osaka é o exemplo mais recente de marcas que estão assumindo novas posições em relação a questões sociais e apostando em parcerias com atletas femininas para atrair novos clientes. "A Barbie está comprometida em celebrar modelos reais. Mulheres notáveis ​​que estão quebrando barreiras e inspirando a próxima geração", informou a empresa de brinquedos no comunicado anunciando a boneca Osaka. 

Anteriormente, a empresa lançou bonecas da surfista brasileira Maya Gabeira, da jogadora de futebol americana Alex Morgan, da esgrimista olímpica americana Ibtihaj Muhammad e da ginasta indiana Dipa Karmakar, entre outras.

Quem trabalhou na imagem foi Carlyle Nuera, a designer-chefe da Barbie Signature da Mattel. Ela foi escolhida para o projeto. "Nós escolhemos uma rainha que usa máscaras em apoio ao Black Lives Matter na corte, uma rainha que prioriza sua própria saúde mental sobre o sistema de mídia", disse. Nuera também compartilhou o processo criativo por trás da nova boneca Barbie, dizendo que sua equipe teve de trabalhar em casa devido à pandemia. "Nós até fizemos uma chamada do Zoom com Naomi uma vez! Recriamos o que ela usou durante o Aberto da Austrália de 2020", lembrou.

"A Nike nos enviou o vestido para examinar e recriar a encadernação, as inserções de malha, a estampa de pincelada, tudo isso. Também nos enviaram sapatos que pudemos pintar de cinza, digitalizar e miniaturizar na escala Barbie, mantendo todos os detalhes do design do calçado." Contou ainda que Naomi queria que sua Barbie tivesse seu cabelo ombré dourado e brincos de pérola.

Confira algumas versões Barbie de famosas atletas

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.